Cidades

24 de setembro de 2020 12:01

OAB-AL: Grupo de advogados pede intervenção em defesa de honorários advocatícios

Durante a reunião, os advogados apontaram possíveis irregularidades processuais que teriam acontecido com a última decisão

↑ Foto: Assessoria)

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL), Nivaldo Barbosa Jr., acompanhado do vice-presidente, Vagner Paes, e da presidente da Comissão de Defesa dos Honorários Advocatícios, Juliana Modesto, recebeu uma comitiva de advogados, na tarde dessa quarta-feira (23), na sede da Ordem, em Jacarecica. Durante a reunião, os advogados pediram intervenção da OAB-AL em defesa dos honorários relativos a créditos inscritos na falência da Usina Laginha.

“Recebemos a comitiva de advogados, preocupados com os desdobramentos e a suspensão do pagamento dos honorários advocatícios, devido as recentes mudanças. Vamos submeter a matéria à avaliação da Procuradoria da OAB-AL e da Comissão de Defesa dos Honorários Advocatícios, que irão averiguar os encaminhamentos possíveis. A OAB-AL não irá hesitar na defesa dos honorários da advocacia”, pontuou o presidente da Seccional, Nivaldo Barbosa Jr.

Durante a reunião, os advogados apontaram possíveis irregularidades processuais que teriam acontecido com a última decisão que culminou na suspensão de pagamentos e na substituição do administrador judicial.

A presidente da Comissão de Defesa dos Honorários Advocatícios, Juliana Modesto, salientou a preocupação da Ordem quanto a suspensão dos pagamentos. “Diante dos fatos relatados pelo grupo, existe uma preocupação geral quanto a determinação da suspensão de pagamentos, ficando todas as partes prejudicadas, já havendo quantia considerável depositada que garante o pagamento de grande parte dos credores. Portanto, a Comissão irá se reunir com a procuradoria da OAB e a Comissão de Recuperação Judicial e Falência, em caráter de urgência para analisar as possíveis irregularidades apontadas, principalmente no que se refere à suspensão dos pagamentos”, afirmou Modesto.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH