Cidades

17 de setembro de 2020 12:48

Projeto vai incentivar jovens de Maceió a desenvolver negócios de impacto social

Em Alagoas, a versão online do Brasil Mais Empreendedor acontecerá de 28 de setembro a 2 de outubro, das 18h às 21h, no YouTube

↑ Divulgação

É cada vez mais forte o movimento de empreendedores que desenvolvem negócios que impactam positivamente a sociedade e o meio ambiente. De olho na criação de novas empresas e na ampliação de perspectivas para jovens em situação de vulnerabilidade social por meio do empreendedorismo, o Sebrae em Alagoas vai colocar em prática uma nova iniciativa, o programa Brasil Mais Empreendedor, desenvolvido por meio de uma parceria com o Conselho Jovem Empreendedor (CJE) de Alagoas e a Besouro Agência de Fomento Social.

O programa Brasil Mais Empreendedor é destinado à capacitação de jovens, com idade entre 18 e 39 anos, interessados em abrir o próprio negócio com baixo ou sem custo de investimento. A iniciativa, que foi criada para acontecer em formato presencial em todo o país, teve de passar por algumas adequações, em razão da pandemia do novo coronavírus, para que pudesse acontecer virtualmente, auxiliando pessoas que precisam criar um negócio para ter renda própria e microempreendedores individuais (MEIs) que enfrentam dificuldades para manter o negócio ativo em meio à crise.

Em Alagoas, a versão online do Brasil Mais Empreendedor acontecerá de 28 de setembro a 2 de outubro, das 18h às 21h, no YouTube. As pessoas interessadas em participar devem acessar o site www.brasilmaisempreendedor.com e realizar a inscrição gratuitamente.

A analista da Unidade de Soluções e Inovação do Sebrae Alagoas, Ana Madalena Sandes, explica que a proposta do programa é atender jovens empreendedores do bairro do Pontal da Barra, em Maceió. “O Brasil Mais Empreendedor é uma iniciativa com foco em incentivar o empreendedorismo jovem através da modelagem de impacto social, ou seja, por meio da metodologia aplicada para jovens em vulnerabilidade social, incentivar a criação de negócios para fortalecer a economia local. A proposta é que façamos no Pontal da Barra, podendo ampliar para os bairros do Trapiche e do Vergel do Lago. Pretendemos alcançar 1.000 pessoas e ter 100 novos negócios.”, informa.

A analista Ana Madalena Sandes reforça que os negócios de impacto social podem causar mudanças significativas na vida de jovens que estão em busca de oportunidades para empreender e contribuir, de alguma forma, com o desenvolvimento de suas comunidades. “O programa pretende mostrar para esses jovens que eles podem resolver problemas de sua comunidade através do empreendedorismo social e, além de tudo isso, ganhar dinheiro, através de seu próprio negócio”, afirma.

De acordo com o site do programa, a capacitação online do Brasil Mais Empreendedor é dividida em 11 etapas que abordam temas como finanças, comunicação online e offline e gestão de pessoas. O projeto também conta com dicas e guias práticos com soluções voltadas ao enfrentamento da crise.

Atendimento remoto e presencial

Devido ao novo coronavírus, os empresários da pequena empresa podem contar com o atendimento do Sebrae de forma remota e presencial. A equipe do Sebrae está mobilizada para atender as demandas dos empresários, que também podem contar com a estrutura de cursos online e gratuitos do portal EAD Sebrae com mais de 100 opções de cursos, basta acessar https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/cursosonline.

O empresário pode entrar em contato com a instituição pelos canais remotos e digitais, como o portal sebrae.com.br/alagoas, Telegram (t.me/sebraealagoas), telefone e WhatsApp 0800 570 0800, chat e e-mail fale.sebrae.com.br, Instagram (@sebraealagoas), Twitter (@sebraealagoas), Facebook (/SebraeAlagoas), Youtube (@sebraealagoas) e o LinkedIn (Sebrae Alagoas).

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH