Cidades

17 de setembro de 2020 12:23

Apicultores recebem treinamento em seleção e produção de abelhas rainhas

Curso contará com cerca de 25 participantes e visa aumento da produtividade e comercialização nos apiários

↑ O curso propõe ainda que os produtores possam possam cultivar suas próprias rainhas com critérios técnico-científicos (Foto: Jonathan Lins)

Pensando em fortalecer as colmeias e aumentar sua produção, a região Serrana dos Quilombos contará com um treinamento de cinco dias, entre teoria e prática, em seleção e produção de abelhas rainhas, destinadas aos apicultores, entre os dias 25 e 29 de setembro. Como resultado, a expectativa é de que os apiários possam ser ampliados, aumentem sua produtividade e, consequentemente, a comercialização.

O curso faz parte da estratégia trabalhada pelo programa Alagoas Maior, coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) em parceria com o Sebrae Alagoas, e leva aos apicultores do estado uma oportunidade de qualificar e otimizar seu trabalho por meio da capacitação.

“Este encontro tratará da inserção de abelhas rainhas em colmeias ociosas que precisam e ainda possam ser recuperadas e repovoadas. Sabemos a importância dessa ação para aumentar a competitividade e consolidar esta atividade, levando também mais informação e qualificação para as regiões”, explica Giselle Mascarenhas, superintendente de Desenvolvimento Territorial e Regional e coordenadora do Alagoas Maior.

Um desses produtores é Jean Ferreira, proprietário do Apiário Zumbi e presidente da Associação dos Apicultores de União dos Palmares (Asaup), que identificou a necessidade dessa capacitação e apresentou para a equipe do programa com a intenção de criar um movimento de crescimento entre os produtores de mel.

“Teremos como aprender e ter informações sobre o melhoramento genético das nossas colmeias. O que nós queremos é ter menos volume de abelhas e mais qualidade e produção, o que vai ser ótimo para o nosso negócio”, declara o apicultor.No período de maior incidência do novo coronavírus em Alagoas, de março a julho deste ano, Jean – que já participa há dois anos das atividades do Alagoas Maior – conseguiu aumentar seu faturamento em 400%.

Com cerca de 25 participantes de cidades como Ibateguara, União dos Palmares, Roteiro, Marechal Deodoro, Porto Calvo, Japaratinga, Maragogi, Matriz do Camaragibe e Estrela de Alagoas, o curso propõe ainda que os produtores possam possam cultivar suas próprias rainhas com critérios técnico-científicos. O objetivo de substituir as com baixa produção e técnicas de ampliação de apiário utilizando utilização mandala, alimentação e manejo para alta produção de própolis e mel.

Fonte: Ascom Sedetur

Comentários

MAIS NO TH