Cidades

14 de agosto de 2020 17:36

Isolamento social ajuda a despertar uma nova paixão: a Gastronomia

Buscas no Google por termos como “receita” atingiu o maior número de busca em abril, um aumento de 30% relacionado ao mesmo período de 2019

↑ Foto: Reprodução

O isolamento social – uma das medidas de contenção à pandemia – provocou mudanças na rotina e tornou necessária a produção das próprias refeições. Assim, foi preciso colocar em prática habilidades culinárias, até então, esquecidas por muitos, período em que alguns também descobriram o talento para a cozinha e, outros, acentuaram a paixão pela área.

As buscas no Google por termos como “receita” atingiu o maior número de busca em abril desse ano, um aumento de 30% relacionado ao mesmo período de 2019, de acordo com dados divulgados pelo Google Trends. A pesquisa mostra ainda que os termos “como fazer bolo de chocolate” registraram uma alta de 40% somente no mês de abril, em relação ao mês anterior, e os termos “cozinha” e “como fazer” atingiram o pico de buscas no mês de junho.

A coordenadora do curso de Gastronomia do Centro Universitário Mario Pontes Jucá – UMJ, Tina Purcell, explica que o ato de cozinhar demanda planejamento, desde a escolha do prato ao tempo para preparo. “Por isso, o conhecimento técnico, proporcionado pelo curso de graduação em Gastronomia ou o curso de Especialização Profissional em Cozinha Brasileira, por exemplo, ambos ofertados pela UMJ, torna mais simples o ato de executar cada etapa desse processo”, explica a coordenadora. Segundo ela, a cozinha, nesse período de isolamento social, funciona também como uma terapia para evitar a ociosidade e, ainda, estimula a criatividade.

Para Wesley Martins, 21, cozinhar sempre foi um hobby. “Esse tempo em casa fortaleceu a minha paixão pela cozinha. Pensar o que vou preparar e colocar a mão na massa é, pra mim, uma grande satisfação. Por isso, resolvi buscar o curso de graduação em Gastronomia da UMJ”, conta ele. Tina explica que o conhecimento contribui, também, para transformar a paixão em renda extra. “Quem busca se capacitar tem um diferencial importantíssimo no mercado de trabalho ou, até mesmo, para quem quer executar o hobby com propriedade. Esse momento permitiu uma reinvenção do ser humano, e a cozinha foi uma das áreas mais procuradas como uma segunda opção, o que pode se tornar um auxílio na renda familiar nessa situação crítica”, destaca a coordenadora.

Fonte: Ascom FAT

Comentários

MAIS NO TH