Cidades

13 de agosto de 2020 07:55

Pinheiro tem simulação de desastre

Operação avalia tempo de resposta em possível acidente e tem participação de diversas forças de segurança do estado

↑ Atividade representou a ocorrência de um prédio em colapso no Conjunto Divaldo Suruagy (Foto: Edilson Omena)

Uma simulação coordenada pelo Exército Brasileiro foi realizada nesta quarta-feira (12) no bairro do Pinheiro, em Maceió. O objetivo, segundo a instituição é testar o tempo de resposta em caso de desastres. A comunidade não participou da ação.

Esta é a segunda vez que o bairro do Pinheiro recebe uma simulação envolvendo a resposta a desastres.

A primeira ocorreu no início do ano passado ainda sob a apreensão em relação a desocupação dos imóveis.

Além do Exército a ação teve a participação de equipes da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros Militar (CBM/AL), do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Polícia Militar (PM), da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e da Cruz Vermelha.

O General Alexandre Oliveira Cantanhede Lago destacou a importância da ação.

“O Comando Militar do Nordeste está realizando um exército de apoio à Defesa Civil que tem a principal finalidade que todos os envolvidos na atividade em primeiro lugar se conheçam, conheçam a capacidade que cada um tenha e que em caso de algum desastre já exista essa cooperação, essa integração prévia e os meios que poderão ser utilizados”, ressaltou.

DEFESA

Conforme apurado pela reportagem, a ação envolveu apenas as forças de defesa, não houve convite ou participação dos moradores do bairro ou de outras áreas atingidas.

A atividade representou a ocorrência de um prédio em colapso no Conjunto Divaldo Suruagy, no Pinheiro, um dos primeiros a passar por desocupação com resgate de moradores. O coordenador da Defesa Civil de Maceió, Dinário Lemos explicou que após um treinamento ocorrido na terça-feira (11) e na terça pela manhã, os órgãos se reuniram para realizar o treinamento.

“O Exército contemplou Alagoas pelo estado já ter ocorrências de deslizamentos de terra, enchentes e essa questão do Pinheiro. Houve um seminário com as agências, fizemos uma manhã de formação, e atarde a simulação de forma que pudemos ver o tempo de resposta de cada agência”, explicou Dinário.

EQUIPAMENTOS

Durante a ação, denominada de ‘A Operação Alagoas, um Exercício da Força de Apoio à Defesa Civil’, materiais e tropas usados no exercício da Segurança Pública em Maceió foram apresentados, no pátio de formatura do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (59º BIMtz).

Na ocasião, foram apresentados, ainda,  materiais de emprego militar do Exército Brasileiro, material de busca, resgate e salvamento, do Corpo de Bombeiros (CB) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), viaturas militares e veículos dos Órgãos de Segurança Pública e da Defesa Civil, o que somam mais de 30 viaturas especializadas (Guinchos, Cisterna, Munck e de transporte de cinco toneladas), além de duas aeronaves de resgate e salvamento, bem como das equipes especializadas, que apoiaram os treinamentos simulados, utilizando como cenários o bairro Pinheiro e a Avenida Pierre Chalita.

DEFESA CIVIL

Na estrutura montada no bairro do Pinheiro, foram utilizando entulhos de prédios demolidos na região em decorrência da instabilidade de solo.

“O Sistema Nacional de Defesa Civil é constituído por órgãos e entidades da administração pública federal, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e deve estar sempre se comunicando, treinando e conhecendo a capacidade de cada um dos órgãos. Hoje foi realizado um exercício do Exército em apoio às Defesas Civis. Alagoas foi contemplado por conta do registro de desastres naturais, como deslizamentos de terra, enchentes e também o caso do Pinheiro”, explicou Dinário Lemos, coordenador-geral da Defesa Civil de Maceió.

Exército monta hospital de campanha no Cepa para atender população

 

Nesta quinta-feira, o 59º Batalhão de Infantaria Motorizado, em Maceió, estará, pelo segundo dia seguido, com um hospital de campanha no Cepa, na Avenida Fernandes Lima, para atender a população com diversas especialidades.

Trata-se de uma Ação Cívico-Social (Aciso) atendimentos ocorrerão das 7h às 15h com 200 fichas diárias para atendimentos com ginecologista, dermatologista, fisioterapeuta e dentista.

A estrutura foi preparada obedecendo os protocolos sanitários em meia a pandemia da Covid-19.

Aferição de pressão, medição das taxas de glicose e colesterol também estão entre os serviços que serão obedecidos.

O evento ocorre após o teste de evacuação, realizado na quarta-feira, no bairro do Pinheiro, que teve por objetivo demonstrar a capacidade de pronta resposta dos militares do Exército em caso de evasão durante situações de calamidade.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH