Cidades

15 de julho de 2020 17:24

Samu Alagoas registra mais de 48 mil ocorrências no primeiro semestre de 2020

Casos de Covid-19 representaram mais de 10% dos atendimentos com ambulâncias

↑ Socorristas do Samu Alagoas atuam com EPIs para assegurar proteção (Foto: João Victor Barroso)

Mesmo em tempos da pandemia causada pelo novo coronavírus, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Alagoas continua atuando normalmente. No primeiro semestre de 2020, os socorristas prestaram assistência a 48.381 pessoas, o que representa um aumento de 9,95% em comparação com o mesmo período de 2019, quando as duas Centrais de Regulação, localizadas em Maceió e Arapiraca, realizaram 44 mil atendimentos.

Das 48.381 ocorrências realizadas pelos socorristas do Samu nos primeiros seis meses deste ano, 28.193 tiveram a liberação de um dos tipos de ambulâncias, seja a Unidade de Suporte Básico (USB), Unidade de Suporte Avançado (USA), ou de uma equipe do Serviço de Motolância ou do Samu Aeromédico. Os outros 20.188 atendimentos foram feitos por orientação médica, com os reguladores resolvendo o problema do paciente por meio da telemedicina, sem a necessidade do envio de viaturas para o local da ocorrência.

Para Josileide Costa, supervisora geral do Samu Alagoas, o aumento no número de atendimentos no primeiro semestre deste ano, mostra como o serviço pré-hospitalar móvel é imprescindível à população. “O Samu tem aumentado a cada ano o número de atendimentos prestados aos alagoanos e isso demonstra a qualidade que temos hoje no nosso serviço de urgência e emergência. São ambulâncias equipadas, equipes capacitadas e atuando com segurança, com os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) adequados para cada ocorrência”, salientou.

Josileide Costa esclarece que o Samu deve ser acionado em casos de urgência e emergência. Para isso, basta ligar para o número 192 e solicitar atendimento para vítimas de agressão física, por arma branca ou de fogo, feridos em razão de queda da própria altura, acidentes automobilísticos, queda de altura, afogamentos, choque elétrico, queimaduras, suspeitas de infarto agudo do miocárdio, AVC (Acidente Vascular Cerebral) e para gestantes em trabalho de parto.

Casos de Covid-19 – Em 2020, além dos casos diários de urgência, os socorristas também realizaram os atendimentos a pacientes com suspeita e confirmação da Covid-19. Entre os meses de março e junho, as Centrais de Maceió e Arapiraca atenderam 2.870 ocorrências de coronavírus, o que representa 10,17% do total de atendimentos em que houve liberação de viaturas, que foram 28.193.

No mês de junho, houve um aumento de 10,69% nas ocorrências de Covid-19, em comparação com o mês de maio. No sexto mês deste ano, foram 1.315 atendimentos e, no mês anterior, 1.188, representando um aumento de 127 casos.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH