Cidades

3 de julho de 2020 16:48

Dom Antônio Muniz esclarece fake news sobre a realização de missas

Em vídeo arcebispo afirma que reprova e coloca como mentira quem age de forma inadvertida

↑ Dom Antônio Muniz (Foto: Urilian Santana/Pascom Arquidiocesana)

O arcebispo metropolitano de Maceió, Dom Antônio Muniz Fernandes, usou as redes sociais da Arquidiocese de Maceió, para esclarecer uma fake news que tem circulado nos últimos dias. Em vídeo ele afirma que reprova e coloca como mentira e age de forma inadvertida de que o mesmo não reza missas.

“Desde o dia 20 de março que tenho celebrado todos os dias na capela milhares de pessoas já participam conosco desta oração e às 19h30 do terço. Não faltei nenhum dia, apenas não celebrei na Sexta-feira Santa e na missa de Dom Valério Breda”.

Assista o vídeo na íntegra sobre o posicionamento de Dom Muniz. Ele também comentou a complexidade do retorno das missas presenciais após a pandemia.

Esse episódio mostra como devemos nos comportar diante dessa pandemia. O Evangelho de Mateus diz que Jesus dormia no barco enquanto os ventos açoitavam a embarcação, já Marcos relata que o Mestre estava recostado ao fundo em um travesseiro. E então temos um gesto muito bonito dos discípulos, a iniciativa de acordar o Mestre”, refletiu Dom Antônio.

O arcebispo disse que na tempestade de nossa vida, achamos que o Mestre está dormindo, mas tudo não passa de impressão. “Jesus toma conta da nossa vida e depois de toda tempestade vem o sol da esperança, que é Ele”.

“Meus irmãos e irmãs, com alegria estamos celebrando esta Eucaristia, nesta Igreja doméstica. Sem dúvida vamos começar a dar os primeiros passos para a retomada, aos poucos, da normalidade da Celebração da Santa Missa e da Palavra com a presença de fiéis”, anunciou o metropolita e continuou sua fala sobre a retomada das missas presenciais.

“Nós vamos começar a retomar as nossas celebrações, mas ainda vamos comunicar no momento oportuno e propício com responsabilidade e todas as recomendações necessárias”.

O metropolita reforçou que estamos todos no mesmo barco e que os raios e trovões são o atual vírus. “O mundo está ferido e quem sabe isso não é um alerta para chamar nossa atenção, e possamos dizer a Jesus como os discípulos: nos salva. Nossa salvação não vem dos homens ou dos que pensam que são dos donos do mundo”.

Dom Antônio concluiu frisando que as Igrejas serão abertas com responsabilidade, legalidade e sem precipitação.

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH