Cidades

1 de julho de 2020 13:10

Salões de beleza, igrejas e lojas de rua reabrem nesta sexta (3) em Maceió; veja regras

Retomada vem acompanhada da exigência do cumprimento do Protocolo Sanitário

↑ Estabelecimentos devem cumprir regras para garantir a segurança de clientes e funcionários (Foto: Felipe Brasil)

Com a involução dos casos de Covid-19 na capital, apresentada a partir da avaliação dos dados das últimas cinco semanas epidemiológicas em Alagoas, Maceió avança de fase do Protocolo de Distanciamento Social Controlado nesta sexta-feira (3). Com a entrada na fase Laranja, salões de beleza e barbearias (com 50% da capacidade de atendimento), lojas de rua de até 400 m², templos, igrejas e demais instituições religiosas (com 30% da sua capacidade) passam a ter seu funcionamento permitido, junto aos estabelecimentos que já estavam liberados durante a fase Vermelha.

A retomada das atividades econômicas vem acompanhada da exigência do cumprimento de regras gerais e específicas previstas no Protocolo Sanitário, publicado no Diário Oficial do Estado no último dia 15 de junho. O documento segue orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), da Organização Internacional do Trabalho (OTI) e evidências científicas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC).

Entre as recomendações gerais que devem ser adotadas pelos estabelecimentos estão o uso obrigatório de máscaras, disponibilização de álcool gel 70%, distância de dois metros entre as estações de trabalho, anteparo de proteção nos caixas e intensificação de limpeza dos ambientes a cada duas horas. Ficam também determinados a limpeza de sapatos, uso de marcadores de pisos respeitando a distância de 1,5 m entre os clientes, higienização de maquinetas e telefones, prioridade de métodos eletrônicos de pagamento, controle de fluxo de pessoas e instrução dos funcionários para troca de roupas no início e fim do expediente.

“Por sucessivas semanas Maceió apresentou uma queda em diversos índices da Covid-19, coletados a partir da análise da Matriz de Risco do Estado, o que permitiu uma retomada segura e gradual de alguns segmentos da nossa economia. Com isso, eles precisarão atender às regras estabelecidas no Protocolo Sanitário e, nesse momento, contaremos com o papel fundamental do consumidor, que será um grande aliado do Governo de Alagoas na fiscalização dos estabelecimentos. É apenas dessa forma, trabalhando integradamente, que conseguiremos combater a doença no nosso estado” ressaltou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito.

Confira as regras específicas de cada setor – que devem ser aplicadas junto com as regras gerais:

Salões de beleza e barbearias: Têm funcionamento permitido a partir da redução do quadro de funcionários em 50%, sendo os atendimentos exclusivamente agendados – com intervalo de 30 minutos entre eles – e higienização obrigatória de equipamentos e estação de trabalho a cada troca de cliente.

Lojas e estabelecimentos de rua: Que pratiquem comércio ou serviço de natureza privada, exceto shopping centers e galerias. Contudo, ficam proibidos o uso de provadores nestes estabelecimentos.

Igrejas, templos e demais instituições religiosas: Deverão disponibilizar cadeiras e bancos para uso individualizado e bloquear dispensadores de água benta ou outro elemento de consagração de uso coletivo. Os espaços destinados à recreação de crianças devem permanecer fechados e os bancos coletivos reorganizados e demarcados para garantir a distância mínima entre as pessoas.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH