Cidades

3 de junho de 2020 08:16

Número de doações de sangue nos hemocentros cai durante a pandemia

Campanhas paralelas e nas redes sociais incentivam ações para aumentar estoque nas unidades e ajudar a quem precisa

↑ Nesta terça (2), Hemoal Maceió contava com apenas 157 bolsas de sangue, quando o necessário diário são 300 (Foto: Ascom/Sesau)

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) fez diminuir o número de doações de sangue nos hemocentros de Alagoas. Com isso, o número de bolsas não tem sido suficiente para atender a quem precisa. O número de doações, que já é deficitário, caiu mais de 50%. Mas algumas iniciativas têm surgido para mudar esse quadro e incentivar as pessoas a fazer a doação.

Segundo a assessoria do Hemocentro de Alagoas (Hemoal), em Maceió e Arapiraca, o número de bolsas de sangue disponível está abaixo da capacidade. O Hemoal Maceió até esta terça-feira (2) contava apenas com 157 bolsas de sangue (A+ 37 bolsas, B+ 23 bolsas, AB+ 8 bolsas, O+ 82 bolsas, A– 1 bolsa, B– 2 bolsas, AB– 2 bolsas e O– 2 bolsas). E necessita de no mínimo 300 bolsas de sangue diariamente.  Isso significa que o órgão dispõe de apenas 52,3% do estoque mínimo necessário.

O Hemoal Arapiraca até esta terça, contava com 154, mas necessita de no mínimo 200 bolsas de sangue diariamente. Ou seja, o órgão dispõe de apenas 77% do estoque mínimo necessário.

Na semana passada, após vários apelos na mídia e depois de registrar o estoque mais baixo do ano, com menos de 80% do percentual de bolsas necessário, os candidatos à doação estão voltando a comparecer paulatinamente segundo a assessoria de comunicação dos hemocentros. Para facilitar o acesso dos candidatos, o Hemoal criou estratégias. Além de disponibilizar álcool em gel e máscaras para os voluntários que chegam sem proteção, foi colocada uma tenda no pátio, com cadeiras, para evitar aglomeração. Além disso, foi estabelecida a doação por agendamento, onde o voluntário programa o dia e horário para fazer a doação. Para isso, basta ligar para 3315-2109 (Hemoal Maceió) e 3539 8285 (Hemoal Arapiraca).

Os voluntários também podem se reunir em grupos de 10 a 15 pessoas, para solicitar a Hemovan. Em dia e hora marcados, o veículo irá transportá-los até as unidades de Maceió e Arapiraca, respeitando os limites de distanciamento social. Há também a possibilidade de agendar coletas itinerantes em condomínios residenciais, onde estejam pessoas em isolamento social. Para isso, o Hemoal monta uma estrutura no local e realiza a coleta externa, desde que haja, no mínimo, 50 candidatos à doação.

No intuito de ajudar, bar faz campanha para crescer adesão de doadores

 

O Bar do Cação,  localizado no bairro do Farol, por exemplo, que por conta da pandemia está funcionando de maneira remota, na modalidade pague e leve e delivery, lançou na segunda-feira (1), a campanha “Semana Vermelha’’, que incentiva a doação de sangue na capital. Para cada doação feita, o doador é presenteado com cinco cervejas de 600ml. A doação pode ser feita em qualquer banco de sangue.

O proprietário do estabelecimento, Deimys Estevão, conta que a ideia foi impulsionada pelo fato da campanha por sangue da família da dentista Fernanda Torres – que estava internada na Santa Casa de Maceió por Covid-19 e faleceu no dia 28 de maio. A dentista estava grávida e precisou fazer uma cesariana de emergência. Uma forte mobilização foi feita nas redes sociais por doações de sangue para ela. O bebê sobreviveu. Mas, dias depois não resistiu e veio a óbito também. “Não é prêmios, mas sim, uma singela homenagem a quem nesse momento tão singular em nossa história resolve ser herói em doar sangue. Talvez, a simplicidade da campanha tenha sido a melhor divulgação. Tentamos dizer que embora estejamos em quarentena, mesmo assim, há quem precise de sangue’’, ressalta.

A campanha segue até a próxima sexta-feira (5). A retirada das cervejas pode ser feita das 10h30 às 19h00. É só levar o comprovante de doação.

HEMOAL

Embora a campanha tenha o intuito de ajudar o Hemoal, a prática é proibida pelo Ministério da Saúde. “Qualquer troca é vedada, principalmente relacionada a bebida alcoólica, uma vez que um dos pré-requisitos para se candidatar à doação de sangue é não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação e, nas 12 horas após o procedimento”, disse o órgão.

Santa Casa e Exército também promovem ação

 

Até o último dia 29, a santa Casa de Maceió estava com uma iniciativa também com o propósito de incentivar as doações de sangue que caíram vertiginosamente em Alagoas. Mesmo em meio a pandemia a demanda não para. Na unidade, por exemplo, pacientes cirúrgicos e oncológicos de urgência e emergência necessitam das doações para dar continuidade aos tratamentos.

Por isso, uma parceria entre a instituição e a Uber permitiu que os doadores pudessem se deslocar até o Banco de Sangue do hospital sem custos. A parceria funcionou durante uma semana da seguinte forma: um código promocional específico deu viagens gratuitas de ida e volta aos doadores para cada trecho. O código era adicionado no aplicativo da Uber antes das viagens. A medida faz parte do compromisso anunciado pelo CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, de fornecer em todo o mundo 10 milhões de viagens e entregas de alimentos gratuitas para profissionais de saúde, idosos e pessoas em necessidade durante a pandemia. A assessoria de comunicação da Santa Casa disse que o resultado dessa parceria deve ser divulgado em breve.

EXÉRCITO

Em abril, também foi realizada uma campanha de doação de sangue pelo Exército Brasileiro, em todo o território nacional, intitulada “Ajudar está no nosso Sangue”, diversos militares do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (59º BIMtz), de forma voluntária, realizaram doação de sangue no Hemoal.

A iniciativa teve como objetivo reforçar os estoques de bolsas de sangue e contribuir com a preservação da saúde, nesse momento de crise causada pela pandemia.

“A doação é uma prática rotineira e bastante incentivada no 59º BIMtz, sendo reforçada durante a pandemia da Covid-19. O Batalhão está engajado na luta pelo aumento do número de doadores de sangue em Alagoas e a campanha ocorrerá durante todo o ano de 2020, sempre que estiver militares aptos a doar sangue’’, disse a assessoria de comunicação da instituição.

Anualmente, no mês de junho, é realizada uma campanha nacional de doação de sangue no âmbito do Exército, a qual foi antecipada para abril devido à pandemia.

Fonte: Tribuna Independente / Lucas França

Comentários

MAIS NO TH