Cidades

27 de maio de 2020 08:56

Em Alagoas: 53 guardas municipais têm Covid-19 e cinco morreram

Profissionais são de Maceió, Pilar, São Miguel dos Campos, Barra de Santo Antônio, Matriz do Camaragibe e Delmiro Gouveia

↑ Só em Maceió, 124 guardas municipais foram afastados dos seus serviços por conta do novo coronavírus (Foto: Secom Maceió)

Segundo levantamento do Sindicato dos Guardas Civis Municipais de Alagoas (Sindguarda-AL), 53 Guardas Municipais (GM) testaram positivo para o novo coronavírus (Covid-19), e cinco vieram a óbito. No geral, 187 profissionais em todo o estado foram afastados de suas funções devido, a confirmação da doença, ser casos suspeitos e afastamentos por serem de grupos de risco ou apresentar alguma comorbidade. O número não inclui as mortes.

Só em Maceió, 124 guardas municipais foram afastados dos seus serviços por conta do novo coronavírus (Covid-19). Deste total, 29 testaram positivo, 17 estão com suspeita da doença, 44 foram afastados por estarem no grupo de risco com mais 60 anos, 34 por terem alguma comorbidades. Ainda na capital duas mortes foram confirmadas.

Alagoas chega a 7.058 casos e 352 óbitos por causa da pandemia

As demais cidades com guardas municipais atingidos são: São Miguel dos Campos (6) confirmados; (30) suspeitos; (9)  suspeitos e  duas mortes contabilizadas; Em Matriz do Camaragibe são 14 casos positivos para o vírus; Pilar são duas mortes e dois casos suspeitos e em Delmiro Gouveia dois casos confirmados e dois suspeitos até o momento.

O presidente do Sindguarda/AL, Carlos Pisca, acredita que ainda pode haver subnotificações já que todos os dias saem resultados de exames. Hoje [ontem, 26], até o final da tarde são 28 casos confirmados e duas mortes’’, contou. Antes da publicação do material, Pisca entrou em contato com a reportagem informando que mais um caso testou positivo, chegando aos 29 até ontem. Ele disse que vai fazer um levantamento nas demais cidades do estado.

SEMSCS

Em Maceió, segundo a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (SEMSCS), o efetivo da Guarda Municipal é em torno de 700 servidores, entre guardas, subinspetores e inspetores.

A secretaria informa que diariamente é realizado monitoramento dos casos suspeitos e confirmados do Covid-19. E que dos 43 exames feitos em servidores do quadro da Guarda Municipal, 19 foi testado positivo, 10 à menos do informado pelo Sindguarda/AL.

EPIs são distribuídos para a categoria

O guarda municipal José Carlos Torres é um dos servidores da Guarda Municipal de Maceió que foi afastado do trabalho após sentir os sintomas e ser diagnosticado com a doença. “Os sintomas começaram dia 2 de maio, no dia 6 fiquei afastado com suspeita de covid-19, e no dia 13 fiz o teste e deu positivo. Os sintomas foram moderados: dor na garganta, fraqueza no corpo, dor de cabeça e falta de paladar e olfato, tenho plano de saúde, e os médicos passaram a medicação, isolamento e fiquei me tratando em casa, hoje estou melhor graças a Deus. Devo voltar às minhas atividades semana que vem’’, conta Torres.

Atualmente, 19 servidores estão afastados por suspeita de estarem infectados com a doença e duas mortes foram registradas como suspeitas por Covid-19. E, a partir da próxima semana, será disponibilizado apoio psicológico emergencial para os servidores da SEMSCS.

A Prefeitura de Maceió informa que “está tomando todas as providências para proteção de seus servidores no que se refere à prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, de acordo com as orientações das autoridades de saúde. Dessa forma, estão afastados ou em regime de teletrabalho os servidores que fazem parte de grupo de risco na SEMSCS, em cumprimento ao Decreto municipal nº 8.846. Na Guarda Municipal são 80 afastados”, diz trecho da nota.

Equipamentos

A SEMSCS também afirma que além de orientações, os servidores que estão atuando receberam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como máscaras, álcool gel e flanelas. E disse ainda que a sede administrativa da secretaria, em Jaraguá, bem como a Guarda Municipal, no Vergel, estão sendo desinfetadas periodicamente, como resultado de parceria com o Exército Brasileiro e a Superintendência de Desenvolvimento Sustentável (Sudes). As viaturas são lavadas e higienizadas diariamente com álcool a 70%.

E em relação à realização de exames, para os servidores, a secretaria avisa que uma parceria foi firmada entre a SEMSCS e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para agilizar a realização dos testes rápidos para detectar a presença do novo coronavírus em servidores da Guarda Municipal de Maceió. Além disso, uma parceria entre a SEMSCS e Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP), garante aos guardas a realização dos testes no Centro Médico Hospitalar da PM/AL. Para isto, o servidor deve procurar a inspetoria geral.

Carlos Pisca, representante da categoria confirma que a Prefeitura vem distribuindo o álcool em gel e as máscaras. “Eles vêm distribuindo sim os equipamentos, mas apenas uma máscara por GM, e o ideal é que sejam duas por GM. Já solicitamos’’.

VÍTIMA FATAL

Das duas mortes confirmadas na capital, segundo o Sindguarda/AL, está a do GM Roberto Lucas da Silva, de 67 anos, que morreu no dia 19 de abril com suspeita do novo coronavírus. Ele estava em respiração mecânica no Hospital da Mulher fazia cerca de uma semana, quando faleceu.

De acordo com a SEMSCS, ele já estava afastado do serviço desde o fim de março devido à idade, que o colocava no grupo de risco da doença. Na semana anterior a sua morte, Roberto havia passado mal e procurado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Trapiche. Um dia depois, foi transferido para o Hospital da Mulher, onde veio à óbito.

Fonte: Tribuna Independente / Texto: Lucas França

Comentários

MAIS NO TH