Cidades

19 de abril de 2020 20:15

Edufal investe em ações de enfrentamento à pandemia de Covid-19

Impressão de rótulos para produtos de limpeza e edital para lançamento de e-books sobre a doença são alguns dos eixos

↑ Edufal (Foto: Ascom Ufal)

Em meio à pandemia de covid-19, vários setores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) têm se mobilizado para o enfretamento da situação. Pensando nisso, a Editora Universitária (Edufal) planejou ações para ajudar, direta ou indiretamente, no combate ao novo coronavírus.

Para isso, a Editora organizou a oferta de serviços que atendam às necessidades da situação atípica. De acordo com o diretor da Edufal, Elder Maia, quatro ações, em diferentes eixos, foram pensadas para o momento. A primeira delas, já em andamento, é a impressão de rótulos para identificar os insumos produzidos pelo Instituto de Química e Biotecnologia (IQB).

Até o momento, foram entregues 5 mil adesivos para marcar as embalagens de álcool 70% e álcool em gel, doadas ao Hospital Universitário (HU).

Além disso, os perfis da Edufal nas redes sociais apostam em indicações semanais de livros para que a comunidade acadêmica e a sociedade alagoana possam investir em bons conteúdos durante o período de distanciamento social.

A Editora também lança, em breve, edital para a publicação de e-books voltados à pandemia da covid-19. Os títulos terão temáticas variadas, abrangendo a relação do Coronavírus e os cuidados com a saúde, prevenção, políticas públicas, crises sanitárias, impactos econômicos, produção de vacinas e medicamentos, dentre outros temas.

A Editora também publicará um livro institucional sobre o Perfil Socioeconômico e Cultural dos Estudantes da Ufal. A publicação, fruto de uma parceria entre a Pró-reitoria Estudantil (Proest) e a Edufal, é um trabalho pioneiro, contendo indicadores e análises sobre a população estudantil. Para Elder, a publicação trará informações valorosas para o planejamento de ações, o que inclui políticas de cuidados com a saúde e qualidade de vida dos estudantes.

“Em nome da Edufal, solicito a toda comunidade acadêmica e população que sigam as recomendações da Organização Mundial de Saúde. Não podemos naturalizar a perda de vidas. Toda vida é valiosa e merece carinho, proteção e cuidado. Auxiliem quem mais precisa. Vamos superar este momento e nos encontraremos nos feirões, bienais e outros vários eventos”, finalizou o diretor.

Fonte: Ascom Ufal

Comentários

MAIS NO TH