Cidades

15 de fevereiro de 2020 09:26

Carnaval: aluguel de casas garante renda extra

Corretor de imóveis diz que época é rentável e a procura é grande, principalmente em cidades do litoral alagoano

↑ Casa no Francês comporta família ou grupo de até cinco pessoas, segundo empresária e jornalista (Foto: Cortesia)

O mercado imobiliário está em alta nas cidades do litoral alagoano, principalmente naquelas que vão ter programação no período de Carnaval.  O aluguel de temporada é uma tendência nessa época e garantem o orçamento para proprietários de casas de veraneio.

A jornalista e empresária Luana Nunes, por exemplo, comprou uma casa em um condomínio na Praia do Francês, Marechal Deodoro, já com a intenção de alugar nesses períodos e garantir uma renda extra.

“Moramos em um estado privilegiado, que nos permite viver um verão durante quase o ano inteiro. Já comprei a casa com a intenção de veranear e, depois de deixá-la equipada com tudo que uma casa precisa ter, comecei a alugar. A procura começou a surgir naturalmente, pois o local é seguro, pertinho de Maceió, perto do mar morno da praia do Francês e com piscina privativa’’, explica Luana Nunes.

A empresária explica que a casa é para uma família ou grupo de até cinco pessoas. “Meus hóspedes se sentem praticamente em casa. Há muito conforto, segurança motorizada, piscina privativa, área de lazer, internet e estacionamento”.

A propriedade está disponível para o aluguel no site Airbnb especializado em aluguéis. Mas a proprietária conta que gosta de receber os hospedes para entregar a chave do imóvel.

“Desta forma consigo alcançar hóspedes do mundo inteiro e, também, alugo por conta própria quando há disponibilidade no calendário eletrônico. Como neste ano de 2020 vamos ter nove feriadões, já organizei a casa para receber novos visitantes. O próprio site nos passa um breve histórico sobre os clientes que fazem a reserva. Quando eles chegam a Maceió, faço questão de recebê-los para entregar a chave. Na saída, da mesma forma, vou até o Francês para receber a chave de volta. Durante o período da hospedagem, estou sempre on-line e à disposição deles para fornecer as melhores dicas e passeios dos nossos litorais’’, esclarece Nunes.

O proprietário de uma corretora de imóveis na Praia do Francês, Haroldo Gama, disse que nesta época as pessoas procuram de fato muitos imóveis para curtir o Carnaval.

“Este é um período de muita procura, principalmente em cidades do interior e no litoral. São grupos de amigos e famílias inteiras. É uma época de fato que garante renda extra. Vale a pena porque geralmente esses imóveis de praia ficam fechados e têm gastos para mantê-los. Então, quando os donos não vão utilizar, para não ficarem fechados, colocam para alugar’’, explica Gama.

Gama conta que existem uma demanda muito grande e a procura também. “As cidades estão crescendo. Muitos condomínios construídos nos balneários. A procura é boa – a questão é a economia que está rodando para o poder aquisitivo seja compatível para que as pessoas possam fazer turismo e movimente a nossa economia’’.

Advogada reúne amigos e familiares e loca imóvel para aproveitar feriadão

Seja nos sites especializados, por indicação de amigos, via corretor de imóvel ou mesmo diretamente através do proprietário a busca pelas casas para curtir o Carnaval começa ainda faltando alguns meses.

A advogada Taciana da Franca Neri sempre busca alugar casa para passar este período festivo. E segundo ela, a escolha é sempre em cidades do litoral alagoano e já utiliza todas essas maneiras de buscar o imóvel.

“Preferimos sempre curtir no litoral. De início alugávamos as casas por indicações de amigos, mas nos últimos anos buscamos em aplicativos especializados’’, relata Taciana.

A advogada diz que nessa época, por se tratar de um período de muita demanda, os valores para os aluguéis costumam ser mais altos.

“Por ser época específica e de grande procura, os valores ficam mais altos se comparados às demais épocas do ano, assim o caminho é pesquisar bem. Como o aluguel vai ser dividido pelo grupo, assim como as demais despesas, então melhora’’, comenta Neri.

A foliã ressalta que o grupo composto por 12 pessoas busca sempre cidades que tenham programação nos dias de festa.

“Preferimos cidades com programação carnavalesca, já que a turma gosta da folia de Carnaval, de acompanhar os blocos, mas também de curtir em casa, recebendo os amigos. Então sempre que dá tentamos conciliar’’, esclarece a advogada.

Taciana conta que já juntou os parentes e amigos para alugar casas e passar o Carnaval em Japaratinga, São Miguel dos Milagres e Barra de São Miguel e outras.

Fonte: Tribuna Independente / Lucas França

Comentários

MAIS NO TH