Cidades

14 de fevereiro de 2020 17:57

Relatório aponta as condições para banho em 65 trechos de praias da costa alagoana

Documento semanal produzido pela equipe de laboratório do IMA indica para os banhistas os pontos próprios e impróprios

↑ (Foto: Divulgação)

Os banhistas podem escolher entre 57 trechos de praias próprias para banho ao longo da costa alagoana. As informações podem ser conferidas no relatório de balneabilidade, produzido pela equipe do Laboratório de Estudos Ambientais do Instituto do Meio Ambiente (IMA), divulgado nessa sexta-feira (14).

No total são coletadas amostras em 65 trechos que em seguida são analisadas para compor o documento semanal. O relatório dessa sexta-feira mostra que apenas oito pontos foram considerados impróprios para banho.

No Litoral Sul, entre o Peba, em Piaçabuçu, e a Praia do Saco, apenas um local não está indicado para banho. Em Maceió, entre o Pontal da Barra e Ipioca, aparece o maior número de trechos impróprios, seis no total. No Litoral Norte, desde o município de Paripueira até Maragogi, há apenas mais um local não indicado aos banhistas.

Entretanto, mesmo que o local esteja próprio, os técnicos alertam para que os usuários evitem banhos de mar nos dias de fortes chuvas, principalmente em áreas próximas às galerias de águas pluviais e fozes de rios. Deve-se evitar, principalmente, o banho em praias “que estejam diretamente sob influência de rios, canais e córregos, supostamente contaminados por esgotos”.

O relatório de balneabilidade é um documento semanal produzido com base no que recomenda a resolução 274/2000 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). As praias são consideradas próprias para banho quando em 80% do conjunto de amostras, colhidas no mesmo no local, não exceder o limite de 800 NMP (Número Mais Provável) da bactéria E.coli em cada 100mL de água coletada.

O documento está disponível para consulta e download no site do IMA: https://www.ima.al.gov.br/ .

Fonte: Ascom IMA/AL / Texto: Clarice Maia

Comentários

MAIS NO TH