Cidades

14 de fevereiro de 2020 07:55

Militares se reúnem com promotor de justiça para tratar de TAC e escala de carnaval

↑ Polícia Militar de Alagoas (Foto: Divulgação)

Na última quarta-feira, 12, representantes da Associação dos Cabos e Soldados em Alagoas (ACS/AL) estiveram no Ministério Público (MP/AL) e conversaram com o promotor de justiça Magno Alexandre Ferreira Moura que atua no Controle Externo da Atividade Policial, Segurança Pública e Investigações Especiais, sobre pautas de interesse da categoria, como o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) relativo a carga horária de trabalho máxima de 44h semanais e a escala de carnaval.

Segundo Magno Alexandre Ferreira Moura, a intenção é aguardar a melhor oportunidade para levar ao governador Renan Filho o Termo de Ajustamento de Conduta através da Controle Externo da Atividade Policial, Segurança Pública e Investigações Especiais para que ele possa reconhecer o que o Conseg já reconheceu que é a carga horária de 44h semanais para o policial militar. “O ideal seria que o governador tivesse a inciativa de lei onde se estabeleceria essa carga horária para a Polícia Militar do Estado de Alagoas. Após a conclusão do documento que estamos produzindo iremos levá-lo até o poder executivo onde buscaremos colocar essa sugestão do banco de horas de compensação para que o Governo do Estado reconheça tal pauta da categoria”, disse.

O presidente da ACS/AL, Cabo Nascimento, agradeceu o apoio do promotor de justiça, Magno Alexandre, por receber a entidade e sempre estar atento as demandas da categoria. “O promotor tem colaborado com nossas pautas e retomou os trâmites para a legalização desse TAC que fixa a nossa carga horária. Debatemos também sobre a escala do carnaval e ele informou que irá esclarecer junto ao Comando do CPC e do CPI em relação a esse ponto”, finalizou.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH