Cidades

24 de janeiro de 2020 08:54

Alagoas terá chuvas acima da média histórica

Semarh aponta que o período com as maiores precipitações será entre os meses de abril e julho

↑ Previsão de precipitação e temperatura para o período chuvoso só será validada em fevereiro, conforme explica a Sala de Alerta da Semarh (Foto: Adailson Calheiros/arquivo)

Alagoas pode ter chuvas acima da média este ano de acordo com a Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). O meteorologista do órgão, Vinícius Nunes, diz que para o setor leste da Região Nordeste do país, onde se localiza o estado, há tendência de chuvas em torno ou acima dos valores médios históricos para os meses de fevereiro, março e abril.

“Ressalto, porém, que o período de maior volume de chuva em Alagoas ocorre entre os meses de abril e julho. Para este período do ano, considerado o mais chuvoso, a previsão de precipitação e temperatura somente será validada em fevereiro de 2020’’, explica o meteorologista.

Ainda segundo a nota técnica emitida pela Semarh, no trimestre fevereiro-março-abril, os volumes médios de chuva costumam variar entre 200mm e 500mm, de acordo com dados climatológicos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) (1981-2010) e dados compilados pela secretaria.

Considerando alguns municípios inseridos nas regiões ambientais de Alagoas, os valores médios históricos para o referido trimestre são: 27mm para a cidade de Coruripe, 386,1mm em Maceió, 446mm em Porto de Pedras, 444,mm em Porto Calvo, 298,mm em Igreja Nova, 22 mm em Arapiraca, 156,8mm em Pão de Açúcar e 202,2mm em Água Branca. No trimestre fevereiro-março-abril, as temperaturas máximas costumam variar entre 30°C (Porto de Pedras) e 35°C (Pão de Açúcar), com valor médio de 31°C na capital alagoana.

O Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis), da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), também aponta chuvas acima da média para o estado. O professor Humberto Barbosa, coordenador do Lapis afirmou que através de análises é possível prevê que chuvas e temperaturas elevadas podem ser esperadas para os primeiros três meses do ano.

Humberto disse que é possível que chuvas que estão previstas acima da média predominem no mês de janeiro, fevereiro e março de 2020, principalmente nos municípios de Maceió, Arapiraca e Delmiro Gouveia. “As pancadas de chuva serão frequentes, ocorrendo principalmente no horário da tarde e durante a noite nas regiões de Litoral, Agreste e Sertão. As chuvas ocorrem devido a fenômenos como Vórtices Ciclônicos nos Altos Níveis da Atmosfera (VCAN’s) e cavados, que poderão trazer chuvas intensas a Maceió’’, esclarece Humberto.

SEMARH

Segundo o órgão, a maioria dos modelos de previsão climática de precipitação, rodados em dezembro de 2019, já sinalizava uma tendência de que os volumes de chuva ocorram em torno ou acima dos valores médios históricos para o Norte da região Nordeste também. Há que se esperar as rodadas de janeiro de 2020 para validar esta previsão, uma vez que parte dos modelos ainda aponta para uma condição de chuvas abaixo da média histórica. As temperaturas podem ficar em torno ou acima dos valores médios climatológicos no decorrer do trimestre.

Precipitações de Verão trazem transtornos e causam uma morte

 

As chuvas convectivas, chuvas de verão ou chuvas de convecção que caíram na última quarta-feira (22) em várias cidades de Alagoas, trouxeram alguns prejuízos para a população. Essas precipitações ocorrem em razão da diferença de temperatura, umidade e pressão que ocorre no ciclo convectivo atmosférico.

Em Arapiraca, por exemplo, nuvens escuras tomaram conta do céu, acompanhadas por trovões e relâmpagos e uma forte chuva que deixou várias ruas alagadas e o trânsito lento. Problemas foram verificados em várias vias. Além disso, houve queda de energia em alguns pontos da cidade e infelizmente uma mulher identificada como Ivone Lira da Silva, 46 anos, morreu eletrocutada após pisar em um fio durante as fortes chuvas. O caso ocorreu no Jardim das Paineiras, em Arapiraca.

Segundo informações, Ivone estava indo para o terço quando pisou em um fio que estava no chão, levou um choque e caiu. Algumas crianças estavam no local e por pouco não sofreram o incidente.  Os três filhos da vítima estão revoltados por acreditar que a morte de Ivone poderia ter sido evitada. “Esse mesmo fio já caiu várias vezes e, em vez de consertar de verdade, faziam só um arranjo. A Equatorial foi irresponsável”, declara a filha, Jéssica Karolayne.

De acordo com Jéssica, moradores da comunidade, o cabo de energia já estava no chão por volta de 16h30, cerca de uma hora antes do acidente, e que várias pessoas haviam acionado a Equatorial.

A Equatorial disse que a falta de energia no bairro foi causada por um tombamento em poste da região. E que equipes foram arrumar os fios que vitimaram Ivone. Em relação ao incidente, a Equatorial se pronunciará por meio de nota.

Já em Santana do Mundaú, limite com o município de União dos Palmares, região da Zona da Mata, uma descarga elétrica provocada por um raio matou três animais bois que pastavam no Sítio Jenipapo Mariana.

Em Palmeira dos Índios também foram registrados alagamentos em ruas da cidade. Outras cidades alagoanas também registraram chuvas fortes a moderadas. No entanto, em redes sociais internautas agradeceram pelas chuvas. “São chuvas de bençães. Obrigado meu Deus, estávamos precisando’’, disse um internauta. Outro comentou: “O calor estava intenso, as chuvas vai minimizar. Obrigado’’.

Em Maceió, na tarde desta quinta-feira (23), o teto de um posto de combustível, localizado na Praia da Avenida, desabou. Ninguém ficou ferido.

PREVISÃO

Em Maceió, o tempo deve apresentar nebulosidade variável e chuva ocasional durante nesta sexta, enquanto no sábado a previsão é de predomínio do sol. No Sertão, há previsão de chuva tanto na manhã quanto na tarde e noite de hoje, porém no amanhã o sol volta a aparecer. No sábado, a Sala de Alerta da Semarh avalia que o sol vai predominar na maior parte do período em todas as regiões.

Fonte: Tribuna Independente / Lucas França

Comentários

MAIS NO TH