Cidades

16 de janeiro de 2020 08:52

Maragogi enfrenta problemas com o aumento de veículos

Prefeitura decidiu transformar a praça de eventos em estacionamento privativo

↑ Para amenizar problema do trânsito, prefeitura transforma praça de eventos em estacionamento privativo (Foto: Divulgação)

Comprovadamente as cidades do Litoral Norte não conseguem superar os problemas de logística e infraestrutura, agravados durante a alta temporada. A falta de água, por exemplo, já é um dos mais sérios problemas enfrentados pelos balneários, bem como a questão do esgotamento sanitário, com esgotos correndo a céu aberto na maioria dos povoados turísticos da região. E mesmo em municípios mais bem estruturados como Maragogi, vão surgindo situações inusitadas. Agora a principal cidade turística da Costa dos Corais alagoana está enfrentando um problema relacionado ao excesso de carros, provocando engarrafamentos inéditos na orla urbana e em outras praias.

Tanto é que para tentar amenizar o problema, a Prefeitura Municipal decidiu transformar a praça de eventos em estacionamento privativo, o que gerou certa polêmica por parte dos moradores da área. O debate foi parar nas redes sociais e um site local resolveu fazer uma enquete em torno dos problemas de trânsito que a cidade de Maragogi vem enfrentando, principalmente na alta temporada. Na enquete o site perguntou: “A praça de eventos está sendo usada como estacionamento privativo. Você concorda?”. A maioria dos internautas respondeu não. Foram 74% votos de discordância, contra apenas 26% a favor.

Coube ao superintendente da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Elias Noé, que gravou um áudio explicando a motivação da prefeitura: “Não tínhamos onde botar carros, a não ser usando a praça de eventos, senão o trânsito iria travar e nós não teríamos como resolver. A cidade está superlotada. Estamos fazendo de tudo para que a coisa ande. Estamos cobrando, sim, pois estou hoje com um quadro de vinte homens, em Maragogi e em Barra Grande. Tudo isso gera um custo”.

No mesmo áudio, Elias Noé chama a atenção para um problema visível: o surgimento de novas pousadas e de hostel na cidade, sem estacionamento, o que obriga o turista a deixar seu carro na rua, inclusive na faixa amarela. O pedestre fica quase sem espaço para transitar, já que as calçadas são outro problema na cidade.

Fonte: Tribuna Independente / Claudio Bulgarelli

Comentários