Cidades

21 de outubro de 2019 16:36

TJ apoiará projeto para garantir emprego a mulheres vítimas de violência doméstica

"Tem Saída" é uma iniciativa da Comissão da Mulher da OAB Alagoas e da Caixa de Assistência dos Advogados de Alagoas

↑ Anne Caroline apresentou projeto ao presidente Tutmés Airan (Foto: Adeildo Lobo / Dicom TJ-AL)

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) vai participar de iniciativa que visa garantir capacitação e emprego para mulheres vítimas de violência doméstica, a fim de dar independência financeira e possibilitar que elas deixem de morar com o agressor, se assim desejarem.

O presidente do TJ/AL, Tutmés Airan, recebeu representantes da Comissão Especial da Mulher da Ordem dos Advogados do Brasil (Seccional Alagoas), e da Caixa de Assistência dos Advogados de Alagoas para discutir o Projeto Tem Saída, ainda em fase de articulação.

“Muitas mulheres se submetem à violência porque não têm para onde ir, não têm como sobreviver longe do marido violento. Pretendemos romper isso”, explicou Tutmés Airan.

Para Anne Caroline Fidélis, presidente da Comissão da Mulher, esse tem sido um dos grandes entraves para a quebra do ciclo da violência.

“As mulheres que estiverem em situação de vulnerabilidade e que já tiverem acionado o sistema de justiça, denunciando a situação de violência, serão encaminhadas para vagas (de emprego) previamente destinadas a elas, considerando que nós faremos, enquanto OAB, essa articulação”, detalhou Fidélis.

Além de angariar as vagas junto a empresas, o projeto capacitará as mulheres. “Nós dialogaremos com instituições que possam nos auxiliar nessa capacitação, a exemplo do sistema S, a Secretaria de Trabalho e Emprego, dentre outras instituições”.

Também participaram da reunião Caroline Leahy, vice-presidente da Comissão da Mulher e diretora da Caixa de Assistência, Mary Peixoto, secretária-geral da Comissão, Lídia Bitar, secretária-adjunta da Comissão e diretora da Caixa de Assistência.

Fonte: Dicom TJ/AL

Comentários

MAIS NO TH