Cidades

6 de outubro de 2019 10:44

MPE registra várias irregularidades na eleição para Conselho Tutelar em Maceió

Já sobre os pontos positivos, o Ministério destaca o policiamento da PM nas escolas e a forte participação dos eleitores

↑ Visitas dos promotores aos locais de votação (Foto: Ascom MPE\AL)

O Ministério Público Estadual de Alagoas  (MPE\AL) registrou um série de irregularidades na manhã deste domingo (6)  em vários locais de votação para os novos cargos de conselheiros tutelares.

Entre as irregularidades estão:

– Urnas atrasadas
– Urnas rasgadas, remendadas e sem tampa
– Urnas desacompanhadas da listagem de eleitor
– Atraso e ausência de mesários
– Locais de votação sem banheiro e bebedouro para o público
– Falta das almofadas para eleitor analfabeto
– Propaganda de candidatos ao cargo, o que é proibido pela Resolução no 007/2019 do CMDCA, no item 13.4, que fala das condutas vedadas pelos candidatos

De acordo com o promotor Ubirajara Ramos, coordenador da comissão de fiscalização do MPE\AL, o CMDCA foi acionado em todos os casos para resolver cada uma das situações.

Quanto aos candidatos que forem flagrados fazendo propaganda ou qualquer outra conduta proibida, a orientação do Ministério Público é que o Conselho instaure procedimento administrativo para fazer a cassação do registro ou do mandato, caso eles sejam eleitos. Por isso, o MPAL reforça que, quem fizer algum flagrante, deve procurar o CMDCA.

Já sobre os pontos positivos, o Ministério destaca o policiamento da PM nas escolas e a forte participação dos eleitores.

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH