Cidades

18 de julho de 2019 12:55

Funcionários e pacientes protestam contra falta de recursos em clínica de reabilitação

O ato aconteceu em frente ao Fórum da Infância e Juventude da Capital

↑ (Foto: Sofia Sepreny/Cortesia)

Funcionários e pacientes da Clínica de reabilitação Esperança fecharam a Avenida Deputado José Lages, no bairro da Ponta Verde, em Maceió, na manhã desta quinta-feira (18). A manifestação se deu por conta da falta de recursos há, pelo menos, dez meses. O ato aconteceu em frente ao Fórum da Infância e Juventude da Capital.

Com pneus em chamas, caras pintadas e faixas, os manifestantes demonstraram  descontentamento com a falta de apoio financeiro para a clínica Esperança, localizada no município de Satuba, região metropolitana de Maceió.

O 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM) foi acionado para controlar a situação. O desbloqueio da via já foi feito.

Uma comitiva formada por pais e funcionários foi recebida pela juíza Fátima Pirauá, responsável pelo Fórum da Infância e Juventude da Capital.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que o repasse por parte do Município de Maceió já foi disponibilizado e que o empenho está pronto desde o dia 10 de julho. A SMS ressaltou que foi solicitado ao responsável pela clínica que emitisse nota fiscal para o pagamento, mas até o momento o documento não foi entregue. Nos casos de prestação de serviços de internação involuntária, ainda conforme a SMS, o Município é responsável por realizar o repasse de 50% do valor do serviço prestado, enquanto o Estado fica responsável pelos outros 50%, conforme a determinação da Ação  Civil Pública processo n° 0705484-67.2013.8.02.0001.

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH