Cidades

26 de maio de 2019 18:20

Marcha LGBT comemora vitória contra homofobia no Supremos Tribunal Federal

Milhares de pessoas foram à orla de Maceió protestar na tarde deste domingo (26)

↑ Milhares de pessoas se reuniram na orla de Maceió contra a lgbtfobia (Foto: Cortesia)

Na tarde deste domingo (26), o Grupo Gay de Maceió (GGM) realizou a VIII Marcha LGBT, na orla marítima da capital alagoana. Com caminhada saindo do antigo Alagoinhas, o grupo defendeu a criminalização da homofobia e denunciou a violência contra mulheres e homens LGBT.

Cerca de 5 mil pessoas participaram da passeata com faixas e cartazes, valorizando a diversidade e exigindo respeito. Durante os discursos, a vitória do movimento no STF, que no último dia 23 enquadrou homofobia e transfobia como crime de racismo até que o Congresso legisle sobre o assunto.

O ativista LGBT Marcelo Nacimento explica a importância da atividade. “A Marcha acontece em todo o Brasil e no mundo.  É uma manifestação pela livre expressão sexual, respeito, combate a violência e sobretudo pela inclusão social de uma parcela significa da população brasileira que sofre diariamente com preconceito e opressões de gênero, de orientação sexual, e muitas vezes também de raça. A marcha se soma a todos os esforços que são feitos em nível internacional por politicas públicas pela criminalização da homofobia e sobretudo para que estas se tornem políticas de estado, já que tivemos grandes retrocessos no atual governo do presidente Bolsonaro”.

Entre os manifestantes, um grupo de mães declararam guerra contra o preconceito em defesa do amor. “Queremos nossos filhos vivos”, dizia um dos cartazes.

Outros defenderam a bandeira Lula livre, questionando a prisão do ex-presidente Lula.

O ato político contou com atrações culturais como a estrela LGBT Jane Di Castro.

Fonte: Tribuna Hoje / Emanuelle Vanderlei

Comentários

MAIS NO TH