Cidades

16 de maio de 2019 14:15

Requalificação de marcos históricos fortalece turismo de Marechal Deodoro

Obras do Largo da Matriz e da antiga Casa de Câmara e Cadeia foram entregues nesta quinta-feira pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra

↑ Obras do Largo da Matriz e da antiga Casa de Câmara e Cadeia foram entregues em Marechal Deodoro (Foto: Edilson Omena)

Foram entregues nesta quinta-feira, 16, as obras de requalificação urbana do Largo da Matriz e de conservação da antiga Casa de Câmara e Cadeia, importantes espaços do Centro Histórico de Marechal Deodoro, berço da república e primeira capital de Alagoas.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra; a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, e o prefeito de Marechal Claudio Ayres fizeram a entrega oficial perante a população de Marechal Deodoro e visitantes. Juntas, as intervenções somam recursos de quase R$ 5,1 milhões do Iphan, investidos no Patrimônio Cultural da cidade.

Osmar Terra salientou que Marechal e municípios próximos são cidades que estão recebendo grandes investimentos do governo federal na questão do patrimônio histórico, porque têm importantes histórias a revelar para o Brasil e mundo. “Permite que haja uma exploração do turismo no sentido de que mais gente passe a conhecer essa história bonita que além da terra de Marechal Deodoro, tem séculos atrás na história”, frisou.

Osmar Terra, Ministro da Cidadania, veio a Alagoas participar da entrega das obras (Foto: Edilson Omena)

“Vim para a entrega, mas também para acompanhar largos e espaços que estão recebendo investimento do governo, não podemos abandonar a nossa história, e esta é a razão da requalificação, para que os brasileiros tenham orgulho da sua história”, ressaltou.

Para o prefeito Claudio Ayres o momento é importante de resgate histórico, em que a terra do proclamador da república ganha destaque com entrega de obras de requalificação como o Largo da Matriz e a Casa de Câmara e Cadeia.

“Visitamos também o Lago Taperaguá, onde começou a cidade de Marechal, fomos no Museu onde as obras estão bem avançadas. É um conjunto de obras e equipamentos entregues e visitados para que a gente possa fortalecer o turismo cultural, religioso e histórico para que Alagoas, o Brasil e o mundo conheçam o berço da república. Marechal Deodoro agora se torna um destino completo com gastronomia, belezas naturais e o patrimônio histórico gerando emprego e renda”, frisou.

Prefeito de Marechal Deodoro, Cláudio Ayres ressalta a importância do resgate histórico (Foto: Edilson Omena)

A presidente do Iphan, Kátia Bogéa, relembrou que a cidade Marechal Deodoro é patrimônio cultural brasileiro, reconhecida e tombada pelo Instituto, e com isso tem a responsabilidade junto com o município e a população cuidar dela. “O prefeito Claudio vem fazendo a parte dele junto com todo o seu secretariado e equipe técnica, o que é muito importante, porque o Iphan faz o seu trabalho em parceria com o município. Temos aqui um tesouro importante que o poder federal, estadual e o município como governo façam a sua parte”, disse.

Ela acrescentou que a população tem o papel importante quanto à conservação do patrimônio histórico. “Se a população como guardiã deste tesouro não preservar de nada vai falar o esforço. Estamos fazendo a nossa parte, qualificando e organizando a cidade para receber os turistas, porém a população tem que defender e acarinhar a cidade, e, sobretudo, ter amor por ela”, concluiu.

Largo da Matriz

Área que se estende a partir da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição até a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, o Largo da Matriz agora terá nova configuração urbana, que permite a valorização do percurso no qual se encontram relevantes edifícios do centro histórico da cidade, como o da Orquestra Filarmônica Santa Cecília. A obra contou com investimentos de R$ 4,7 milhões, advindos do PAC Cidades Históricas.

Foram 11 mil metros quadrados requalificados, em obra que durou cerca de um ano e meio, além das entradas da Rua São Raimundo e do Beco da Caixa d’Água. A intenção era tornar mais bonito e agradável o espaço de convivência, lazer e circulação, valorizando a arquitetura colonial da cidade. Assim, foram realizados a execução das redes de drenagem de águas pluviais, implantação de novo mobiliário urbano e de projeto paisagístico, ordenamento do trânsito local e o importante embutimento da fiação de iluminação e telefonia, eliminando a poluição visual e destacando a beleza do casario. Além disso, a padronização das calçadas e vias, por meio de serviços e materiais, permite uma uniformidade com o Largo do Carmo, também recentemente requalificado pelo Iphan.

Casa de Câmara e Cadeia

Entre os edifícios em destaque no Largo da Matriz está a antiga Casa de Câmara e Cadeia de Marechal Deodoro, que também passou por obra emergencial de conservação e agora abrigará a Secretaria Municipal de Cultura. Alguns espaços terão uso compartilhado com o Iphan, para atendimento aos cidadãos e outras atividades culturais.
Antes da intervenção, a estrutura do sobrado estava bastante comprometida, com infiltrações e instalações elétricas danificadas, além de acervo em situação de risco. Em nove meses de obras, o Iphan investiu mais de R$ 385 mil no edifício, que tem tipologia arquitetônica típica do período colonial, e agora, em plenas condições de uso, funcionará como referência de gestão compartilhada e diálogo entre a União e o Município.

Presidente do Iphan lembrou que Marechal Deodoro é Patrimônio Cultural Brasileiro (Foto: Edilson Omena)

 

Investimentos no Patrimônio Cultural

O evento em Marechal Deodoro é parte de uma extensa agenda dos representantes do Ministério da Cidadania em Alagoas. Na ocasião, eles ainda visitarão a obra de requalificação do Largo da Igreja do Bonfim, conhecido como Largo de Taperaguá, iniciada no último mês de março. Também incluída no PAC Cidades Históricas, a ação tem previsão de investimentos de R$ 7,9 milhões para a melhoria da praça e seu entorno, aprimorando as condições de uso da população, já que o local é bastante utilizado em diversos eventos populares. Essa é a terceira obra do Programa na cidade, que já concluiu também a requalificação do Largo do Carmo. Em Alagoas, Marechal Deodoro e Penedo vêm recebendo, nos últimos anos, diversas ações de preservação de seu Patrimônio Cultural custeadas pelo PAC Cidades Históricas, que já investiu quase R$ 30 milhões em obras nas duas cidades.

Além disso, também em Alagoas, a equipe do Iphan participará da entrega da obra de restauração do Fortim Bass, monumento encontrado durante pesquisa arqueológica na cidade de Porto Calvo e que trouxe à tona vestígios importantes da ocupação holandesa no norte alagoano. Já na capital Maceió, a comitiva irá entregar a segunda etapa da obra do conjunto do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL), edifício que abriga o mais importante acervo da história sociocultural do estado.

 

Fonte: Tribuna Hoje / Ana Paula Omena

Comentários

MAIS NO TH