Cidades

15 de maio de 2019 08:52

Fortim Bass deve virar centro de visitação turística

Construção holandesa encontrado na Ilha do Guedes será entregue oficialmente Iphan à Prefeitura de Porto Calvo

↑ Fortim Bass será entregue ao município de Porto Calvo nesta quarta (15) (Foto: Secom/Porto Calvo)

Esta quarta-feira (15), será realmente um dia histórico para o município de Porto Calvo, na região Norte de Alagoas. É que o Fortim Bass, construção holandesa encontrado na Ilha do Guedes, às margens do rio Manguaba, será entregue oficialmente por parte do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan) à Prefeitura de Porto Calvo.

O evento marcado para às 15h, no próprio local, além de contar com a presença do ministro da Cidadania, Osmar Terra, da presidente nacional do Iphan, Kátia Bógea, de autoridades estaduais, municipais, historiadores, arqueólogos e estudiosos, deve receber mais de 100 pessoas entre convidados e cidadãos do município de Porto Calvo.

Depois da entrega solene na Ilha do Guedes, cabe ao município, em parceria com o Iphan e o Governo de Alagoas, transformar o local num importante centro de visitação turística, inaugurando um ambicioso projeto de incluir o Fortim Bass na modalidade do turismo arqueológico, que incluiu ainda a Cadeia Pública de Porto de Pedras, que se encontra em estado precário e a Casa de Aurélio Buarque de Holanda, na cidade do Passo de Camaragibe. Essa totalmente abandonada e correndo o risco de desabar, caso não receba obras de restauro com urgência.

O prefeito de Porto Calvo, David Pedrosa, é um dos mais entusiasmados com a ideia do projeto de turismo arqueológico. Ele garantiu que o governo municipal cuidará com todo o zelo do patrimônio histórico e que será feito um projeto para que o local seja um ponto de atração turística. O prefeito pretende fazer com que Porto Calvo se beneficie do fluxo de visitantes que se direciona a municípios já consolidados turisticamente como Maragogi, Japaratinga, São Miguel dos Milagres e Porto de Pedras.

Com apoio do Governo do Estado, a Prefeitura de Porto Calvo quer diversificar a oferta de atrativos turísticos e manter o visitante por mais tempo hospedado na região da Costa dos Corais. A meta é conseguir trazer 20% dos turistas que visitam esses quatro municípios para conhecer a história das batalhas entre holandeses e portugueses em Porto Calvo. Com isso a economia da cidade será dinamizada, gerando mais emprego, melhorando a vida das pessoas e garantindo mais oportunidades para a juventude.

Fonte: Tribuna Independente / Claudio Bulgarelli

Comentários

MAIS NO TH