Cidades

7 de maio de 2019 15:57

Servidores municipais emitem nota de repúdio ao prefeito de Maceió

Sindicatos seriam recebidos nesta segunda (6) pelo gestor, mas reunião não aconteceu

↑ Rui Palmeira, prefeito de Maceió (Foto: Sandro Lima)

Em nota divulgada nesta terça-feira (7), o Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió declarou repúdio ao prefeito de Maceió, Rui Palmeira, por ter faltado à reunião marcada com os representantes para esta segunda-feira (6). A negociação marcada seria sobre o plano de contenção do município, que foi enviado para a Câmara e causou protestos dos servidores.

Após os protestos, o gestor decidiu negociar com as lideranças e realizou uma primeira reunião, onde anunciou que o projeto seria discutido com os servidores. No entanto, a audiência foi adiada e causou incômodo no movimento.

Confira a nota na íntegra:

 

NOTA DE REPÚDIO

O Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió vem a público repudiar a atitude de desrespeito do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, que faltou nesta segunda-feira (6) ao seu compromisso com o os representantes dos sindicatos municipais de Maceió.

Desde o dia 29 de abril, o prefeito Rui Palmeira agendou uma reunião às 17h em seu gabinete, no Jaraguá, com às entidades que representam os funcionários públicos municipais de Maceió para debater o Plano de Contenção de Despesas da Prefeitura Municipal de Maceió.

De forma desarmoniosa, sem nem ao menos enviar um comunicado avisando sua ausência, o chefe do executivo municipal deixou todos os trabalhadores e trabalhadoras indignados. Tal atitude está sendo considerada um ato de desprezo a todos os 20 mil servidores públicos municipais de Maceió, que aguardam ansiosos o desfecho desta batalha.

Cordialmente,

Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió

7 de maio de 2019

 

 

Comentários

MAIS NO TH