Cidades

25 de março de 2019 17:16

Doutoranda moçambicana recolhe em Pernambuco e Alagoas doações para vítimas do ciclone

Roupas e material escolar podem ser entregues na Núcleo de Estudos Afro-Brasileiro, localizado na Universidade Federal de Pernambuco

↑ Crianças carregam água após os efeitos do ciclone Idai (Foto: Philimon / Reuters)

A ativista e educadora moçambicana Sónia André, doutoranda da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), está realizando recolhimento de doações de roupas (casacos, calçados, meias, dentre outros) e de material escolar (caderno, lápis, borracha, giz de cera, etc.). O material será repassado às vítimas do ciclone Idai em Moçambique.

A campanha das doações tem apoio do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros (Neab) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e o material pode ser entregue na sala do Neab, que fica no Centro de Educação (CE) da universidade pernambucana. Os horários em que as doações podem ser feitas são segunda à sexta de 9h às 20h30, no local.

Interessados em realizar outras doações devem entrar em contato com Sónia através do número (82) 99913-7416. Outras informações através dos números (81) 98219-6336, falar com Sandra Hortêncio, ou (81) 98593-5694, com Renato Lemos.

Doações em dinheiro também podem ser realizadas através da conta bancária da educadora moçambicana. Os dados são em nome de Sónia André, a conta é no Banco do Brasil, agência número 3057-0 e conta poupança 22.412-X

Doações em Maceió

Em Maceió, o Centro Acadêmico Paulo Freire (Caped), do curso de Pedagogia da Ufal, também está recolhendo doações em nome da causa moçambicana através da educadora. Além do Caped, outros locais onde as doações estão sendo aceitas são o Centro de Acadêmico de Matemática (Camat); Centro Acadêmico de Letras (Calet); Diretório Acadêmico dos Estudantes de Comunicação Social, Jornalismo e Relações Públicas – o Diretório Acadêmico Freitas Neto (DAFN); e o Centro Acadêmico de Enfermagem (Caenf).

Outras informações sobre as doações na capital alagoana podem ser adquiridas pelos telefones (82) 99640-7552, falar com Denise Sacur, (82) 99833-6604, com Larissa Oliveira, (82) 98812-4249, com Samanda Silva.

As doações podem ser feitas até 10 de abril.

Vaquinha online

Uma vaquinha online também está sendo realizada para ajudar as vítimas do ciclone. O objetivo é atingir meta de R$ 10.000,00. Até o momento da publicação desta matéria R$ 8.835,00 já haviam sido arrecadados. O prazo final desta vaquinha é 30 de abril.

“Uma vez atingida a meta, o valor arrecadado será transferido para uma das 3 três contas bancárias – Standard Bank Moçambique, First National Bank Moçambique e Banco Comercial de Investimentos -, enviadas no dia 12 de Março de 2019, pelo Instituto Nacional de Gestão de Calamidades Naturais (INGC), do Ministério da Administração Estatal da Administração Pública, da República de Moçambique”, diz o site da vaquinha.

O link da vaquinha é https://www.vakinha.com.br/vaquinha/apoio-as-vitimas-do-ciclonetropical-idai-em-mocambique

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Bruno Martins

Comentários

MAIS NO TH