Cidades

11 de fevereiro de 2019 10:16

Nota técnica preocupa Fórum de Saúde Mental da Ufal    

Reativar os hospitais psiquiátricos e a eletroconvulsoterapia como estratégias terapêuticas são considerados retrocessos deste governo

↑ Ministério da Saúde (Foto: Reprodução)

Uma nota técnica intitulada “Nova Saúde Mental”, – publicada pela Coordenação-Geral de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas, do Ministério da Saúde, esclarecendo sobre as mudanças na Política Nacional de Saúde Mental e nas Diretrizes da Política Nacional sobre Drogas, – tem gerado preocupação por parte do Fórum de Saúde Mental da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

De acordo com a integrante do Fórum, Yanna Lira, após a mudança no comando do governo projetos como, a construção do Caps Escola e de leitos para o Hospital Universitário (HU) estão parados.

A nota técnica também passa a incentivar a compra de equipamentos de letroconvulsoterapia, conhecidos como eletrochoques, determina que a abstinência forçada seja regra para o tratamento de dependentes químicos, e estimula a internação de crianças em hospitais psiquiátricos.

Yanna Lira considera o documento um retrocesso nas conquistas estabelecidas com a Reforma Psiquiátrica (Lei nº 10.216 de 2001), marco na luta antimanicomial ao estabelecer a importância do respeito à dignidade humana das pessoas com transtornos mentais no Brasil.

Segundo ela, o Fórum da Saúde Mental e o Coletivo Antimanicomial planejam uma reunião em breve para discutir vários pontos da nota técnica.

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH