Cidades

28 de janeiro de 2019 10:53

Asfalto cede e Defesa Civil evacua apartamentos no Pinheiro em Maceió

Várias ruas ficaram alagadas nesta manhã na capital e bairros ficaram sem energia

↑ Localidades adjacentes poderão ser afetadas com o desligamento da energia elétrica (Foto: Sandro Lima)

Parte do asfalto na Rua Augusto Calheiros no bairro do Pinheiro, em Maceió, cedeu em decorrência das fortes chuvas que caíram desde a madrugada desta segunda-feira (28). Equipes da Defesa Civil estiveram no local e isolaram a área, que fica próxima da Igreja Católica Menino Jesus de Praga.

Moradores do Edifício Gameleira, no Bloco 13-A do Jardim Acácia, precisam evacuar os apartamentos sob a orientação dos técnicos da Defesa Civil e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Um helicóptero sobrevoou o bairro do Pinheiro nesta manhã e pousou no Quartel do Exército para acompanhar a situação.

O bairro do Pinheiro vem sofrendo com fissuras e rachaduras nos imóveis desde o tremor de terra ocorrido em março de 2018. Com a tempestade que caiu desde a madrugada de hoje, novos buracos apareceram nas ruas e houve registro de afundamento de postes na região.

Foto: Cortesia/Fabíola Aguiar

Pontos de alagamentos também foram registrados nas Avenidas Fernandes Lima, Durval de Góes Monteiro e Leste-Oeste. Na Rua Miguel Palmeira, no Farol, veículos e um ônibus coletivo ficaram ilhados, o Corpo de Bombeiros foi acionado, sendo preciso o uso de um bote para retirar os passageiros do transporte público. Apesar do susto não houve feridos.

A Eletrobras Distribuição Alagoas informou que uma ocorrência na rede de alta tensão provocou a interrupção do fornecimento de energia para bairros de Maceió por volta das 5h30 desta segunda-feira (28). Foram afetados os bairros de Pajuçara, Poço, Ponta Verde, Jatiúca, Feitosa, Jacintinho, Barro Duro, São Jorge, Mangabeiras, Cruz das Almas, Jacarecica, Guaxuma, Garça Torta, Riacho Doce e Ipioca.

Bombeiros usam bote para socorro dos passageiros (Foto: Cortesia/Edjane Melo)

Equipes técnicas trabalham para restabelecer o fornecimento no mais breve tempo possível. Devido às fortes chuvas e ventos, os técnicos precisam adotar procedimentos adicionais de segurança, o que pode delongar os procedimentos.

O restabelecimento da energia começou a ser normalizado gradativamente por volta das 10h30. A previsão é de que até as 11h o fornecimento seja totalmente normalizado.

Em nota, a Sala de Alerta – Rede de Monitoramento Hidrometeorológico de Alagoas – SEMARH e a Agência Nacional de Águas (ANA) informaram da formação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis no Oceano Atlântico, próximo à costa de Alagoas, que provocaria pancadas de chuva de intensidade moderada à forte nas regiões do Litoral (atenção especial à região metropolitana), Baixo São Francisco e Zona da Mata durante esta segunda-feira (28/01/2019). O volume de chuva registrado até o momento e a continuidade da mesma pode ultrapassar os 50 mm/dia e causar transtornos na região vulnerável do bairro do Pinheiro. 

Essas chuvas previstas não trazem risco de transbordamento nas principais bacias hidrográficas do Estado de Alagoas e também não impactarão nos níveis das lagoas, porém, pancadas intensas poderão provocar alagamentos e movimentações de massa em áreas vulneráveis e com deficiência de drenagem, principalmente em áreas urbanas impermeabilizadas.

Ressalta-se, que a chuva prevista para estas áreas será localizada, por isso, a precisão da localização e intensidade poderá ser prevista apenas com algumas horas de antecedência, mediante o monitoramento contínuo.

A Sala de Alerta está monitorando as condições sinóticas e novas atualizações poderão ser enviadas a qualquer momento.

 

Fonte: Tribuna Hoje / Ana Paula Omena

Comentários

MAIS NO TH