Cidades

18 de janeiro de 2019 18:23

Helicóptero do Samu resgata três vítimas, após acidente nesta sexta-feira (18)

Ocorrências foram registradas entre as cidades de Rio Largo e Messias, e outra na falésias do Gunga, em Roteiro

↑ Estado da vítima é considerado grave e foi necessário entubar o paciente antes do transporte ser feito (Foto: Divulgação)

A equipe do Falcão 05, helicóptero do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Alagoas, prestou socorro, em um curto espaço de tempo, para duas vítimas acidentadas em locais distantes geograficamente. Além da aeronave, as ocorrências desta sexta-feira (18) tiveram o apoio terrestre de duas Unidades de Suporte Básico (USB).

O primeiro acidente entrou no sistema 192 às 13:50, informando sobre uma colisão de um carro com uma árvore, entre as cidades de Rio Largo e Messias, deixando o condutor do veículo ferido. A ocorrência ainda contou com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL).

Segundo Carlos Adriano Silva, médico do serviço aeromédico do Samu, “o estado da vítima é considerado grave e foi necessário entubar o paciente antes do transporte ser feito pelo Falcão 05. Por causa do forte impacto da colisão, encontramos o condutor inconsciente, com suspeita de trauma torácico e traumatismo cranioencefálico”, disse o médico.

Logo após a equipe do Samu deixar o motorista no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, os profissionais do Serviço Aeromédico foram acionados, às 14:55, para uma segunda ocorrência . Dessa vez, um capotamento de quadriciclo, nas falésias da praia do Gunga, no município de Roteiro, que deixou duas jovens feridas.

“As garotas apresentavam dores nos membros inferiores, uma delas com bastante dor no quadril e outra na coluna. As duas foram resgatadas pelo Falcão 05, onde fizemos um voo rápido e deixamos uma paciente com a USB de Marechal Deodoro e a outra trouxemos na aeronave para o HGE”, relatou o médico.

Para o médico, são nessas situações que comprovam a importância de uma aeronave moderna e uma equipe capacitada para prestar esse tipo de socorro. “O helicóptero nos deu a capacidade de fazer um transporte rápido na primeira ocorrência e no segundo caso o Falcão foi muito importante por causa do acesso ao local que era terrível e chovia no momento, o que impedia da nossa viatura terrestre”, destacou.

As três vítimas estão internadas na área vermelha do HGE, onde passaram por exames de imagens e estão em observação.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH