Esporte

13 de dezembro de 2018 11:54

Grupo de trabalho do Governo do Estado visita Estádio Rei Pelé

Relatório com necessidades para jogos da Série A deve ser entregue até o dia 31

↑ Grupo de Trabalho avalia itens que passarão por reformas para se adequar às exigências para jogos do Campeonato Brasileiro (Fotos: Sandro Lima)

O Grupo de Trabalho (GT) do Governo do Estado para avaliar as melhorias que precisam ser feitas no Estádio Rei Pelé – Trapichão – visitou o local na manhã desta quinta-feira (13). O maior palco do futebol alagoano passará por reformas para se adequar às exigências da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e sediar jogos da Série A do Campeonato Brasileiro em 2019. O CSA garantiu o acesso à elite do futebol nacional neste ano ao conquistar o vice-campeonato da Série B.

O GT reúne o Gabinete Civil do Governo do Estado, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), a Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj), a Federação Alagoana de Futebol (FAF) e um representante do CSA.

Segundo Adrualdo Catão, secretário de Integração Política e Social do Gabinete Civil e presidente do GT, além das exigências da CBF, também serão colocadas no relatório a ser entregue ao governador Renan Filho (MDB) todas as outras demandas de melhorias necessárias no Rei Pelé.

“Com a ascensão do CSA para a Série A, o governador achou necessário que a gente fizesse um Grupo de Trabalho, não só para averiguar as exigências que a CBF impõe para que o Estádio receba os jogos da Série A, mas aproveitar e checar tudo o que é necessário para melhorá-lo”, comenta Adrualdo Catão.

Ainda de acordo com ele, o relatório do GT será entregue no fim de dezembro.

“Vamos elaborar um relatório para apresentar ao governador para que o governo trate com prioridade as reformas para adequar o estádio para 2019”, diz Adrualdo Catão.

Charles Hebert, superintendente do Estádio Rei Pelé e representante da Selaj no GT, adianta que vários itens para as melhorias do Estádio já foram identificados e ressalta a necessidade de agilizar os trabalhos devido às exigências legais.

“Já temos vários pontos anotados para o relatório. Vamos trabalhar com cinco eixos: segurança, condições mínimas da CBF, solicitação dos clubes e da Federação, melhorias de conforto, tudo com base na Portaria 290 do Ministério do Esporte. O grande gargalo é o Orçamento, pois há itens para serem licitados”, diz Charles Hebert.

A Portaria 290 do Ministério do Esporte especifica os requisitos mínimos para relatórios de condições estruturais para arenas esportivas.

DECRETO

O decreto que instituiu o GT para avaliar as condições do Estádio Rei Pelé é o de número 61.694 e foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) em 28 de novembro deste ano.

De acordo com seu Artigo 3º, o GT apresentará seu relatório a Renan Filho até o dia 31 de dezembro. Nele, devem constar as diretrizes para a reforma e adequação do Estádio Rei Pelé ao regulamento da Série A do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Tribuna Hoje / Ana Paula Omena e Carlos Amaral

Comentários

MAIS NO TH