Cidades

6 de dezembro de 2018 17:57

Judiciário encaminhará para atendimento filhos de vítimas de violência doméstica

Otávio Praxedes assinou, nesta quinta (6), convênio com a Unit, que disponibilizará profissionais e acadêmicos

↑ Magistrados e integrantes da rede de proteção às mulheres participaram da assinatura do convênio -Foto: Assessoria

O Juizado de Violência Doméstica de Maceió passará a encaminhar filhos e outros parentes de mulheres agredidas para atendimento por psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, dentistas e nutricionistas – e acadêmicos dessas áreas – do Centro Universitário Tiradentes. O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Otávio Leão Praxedes, assinou convênio o com a universidade nesta quinta-feira (6), referente ao projeto Filhos de Maria.

“Quando subscrevo convênios dessa natureza me sinto feliz, porque demonstra que Poder Judiciário está funcionando bem”, comentou Otávio Praxedes, que agradeceu a colaboração de todos os servidores da Justiça e funcionários da Unit que trabalharam para concretização da parceria.

O reitor da Unit, Dário Arcanjo, parabenizou o Tribunal pela iniciativa e a gestão como um todo do desembargador Otávio Praxedes. “Nós nos orgulhamos muito de estarmos fazendo parte desse projeto e cumprindo a nossa missão. Esse projeto, sem dúvida nenhuma, dará contribuição para minimizar esse tipo de violência”.

Para o juiz José Miranda, auxiliar do Juizado, “a violência doméstica é a que mais deixa marcas. A família não esquece nunca”. Ele ressaltou o fato de a unidade, que tem como titular magistrado Paulo Zacarias, conferir um caráter sistêmico ao atendimento das pessoas envolvidas em violência doméstica.

“O magistrado e a equipe multidisciplinar do Juizado identificam as questões de fundo do conflito e podem encaminhar as partes para os Alcoólicos ou Narcóticos Anônimos; o Centro de Solução de Conflitos (onde tenta-se uma conciliação sobre pensão alimentícia, por exemplo), e agora também à Unit”, explicou Miranda.

Na ocasião, também foi assinado um segundo convênio, pelo qual a Unit cede profissionais e estudantes para auxiliar nos trabalhos do Centro de Solução de Conflitos (Cejusc) instalado no Juizado.

Participaram da solenidade a desembargadora Elisabeth Carvalho, chefe da Coordenadoria da Mulher do Judiciário alagoano; o corregedor-geral da Justiça, Paulo Lima; o vice-presidente do Tribunal, Celyrio Adamastor; além de diversos magistrados, servidores e funcionários da Unit.

Mobilização dos Homens

Os homens que participaram da solenidade estavam portando um laço branco fixado em suas vestimentas. O gesto foi incentivado pela Coordenadoria da Mulher em alusão ao Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres.

Um panfleto distribuído pela Coordenadoria informa que, no dia 6 de dezembro de 1989, ocorreu o Massacre da Escola Politécnica de Montreal, tragédia em que um “antifeminista” assassinou 14 mulheres, no Canadá. A campanha do laço branco (White Ribbon Campaign) hoje é promovida por ativistas de todo mundo.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH