Cidades

13 de novembro de 2018 23:51

Secretaria facilita banho de mar seguro a pessoas com deficiência neste sábado

Projeto da Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos disponibiliza cadeiras especiais em dia de lazer

↑ Projeto facilita acesso de pessoas com deficiência a banho no mar, rio ou lagoa (Foto: Assessoria)

Um dia de lazer com jogos, guloseimas, diversão e o principal: um banho de mar com segurança. Assim é o Praia Sem Barreiras, projeto de inclusão social de pessoas com deficiência realizado pela Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), em parceria com a Universidade Maurício de Nassau – UniNassau, Prefeitura de Marechal Deodoro e Hotel Ponta Verde. No próximo sábado (17), a partir das 9h, o projeto realiza sua segunda edição em frente ao Hotel Ponta Verde da Praia do Francês, em Marechal Deodoro.

O projeto facilita e garante o acesso de pessoas com deficiência a banho no mar, rio ou lagoa em cadeiras especiais, além de outras atividades. A Semudh conta com a parceria de estudantes de fisioterapia da UniNassau, que dão assistência às pessoas com deficiência na hora do banho de mar e durante as atividades esportivas e de lazer. Tendas com a infraestrutura necessária para o conforto dos convidados estarão montadas na praia do Francês.

O evento é gratuito e aberto ao público. As instituições que representam as pessoas com deficiência em Alagoas são convidadas a divulgar o projeto a seus associados.

Expansão

Dentro do projeto de expansão e interiorização das ações da Semudh, o Praia Sem Barreiras deverá ter mais duas edições ainda em 2018, uma na cidade de Pilar e outra em Piranhas. Esta última acontecerá junto ao Baile da Inclusão, em parceria com a prefeitura municipal.

Para a secretária da Mulher e dos Direitos Humanos, Maria José da Silva, dar acesso ao lazer com segurança a pessoas com deficiência é uma das metas da pasta, bem como levar esse acesso para locais mais distantes da capital, onde as dificuldades são ainda maiores. “A dureza do dia a dia das pessoas com deficiência ganha uma trégua com o Praia Sem Barreiras, que permite a inclusão por meio do lazer e do esporte. Isso é prioridade na nossa gestão”, afirma Maria José.

O superintendente de Políticas para os Direitos da Pessoa com Deficiência, Gino César Menezes, afirma que a parceria com a UniNassau é fundamental por permitir que o projeto amplie as atividades e atinja um público maior. Ele ressalta a segurança proporcionada pelos profissionais que têm a preparação técnica para atender às necessidades das pessoas com deficiência. “Trata-se de uma questão humanitária. Essa aproximação entre a Semudh e a UniNassau só traz benefícios para a sociedade e para as instituições. Quando a universidade nos apresentou este projeto, acatamos de braços abertos pois entendemos a importância para a inclusão social das pessoas com deficiência”, finalizou.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH