Cidades

15 de outubro de 2018 12:12

Alagoas reduziu em 21% o número de homicídios nos últimos anos; assista

Estado liderava o ranking de mortes no país atrás apenas do Pará

↑ Renan Filho relembra que Alagoas era o primeiro estado mais violento do Brasil, e este ano caiu para 9º lugar. (Fotos: Sandro Lima)

Números divulgados pela Secretária de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL) e apresentados divulgados pelo governador Renan Filho, na manhã desta segunda-feira (15), indicaram uma redução significativa no índice de homicídios no Estado. Foram dois mil Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) a menos quando comparados com o mesmo período entre 2011 e 2014.

De acordo com o Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC) da SSP, entre 2011 e 2014 foram registrados 8.567 homicídios em Alagoas, enquanto que entre 2015 e 2018, foram 6.789 casos representando uma redução de 20,8% no número total de homicídios.

Maceió também apresentou queda, antes a capital alagoana chegou a ser uma das mais violentas do mundo. Conforme Renan Filho, na cidade conhecida como paraíso das águas, a redução foi ainda mais significativa 31,7%. Na segunda maior cidade de Alagoas, Arapiraca, também mostrou redução nos mesmos períodos analisados, foram 14,8% de diminuição.

Também houve redução de 21% no número de homicídios em Alagoas no mês de setembro, sendo contabilizadas 121 mortes, enquanto no ano passado foram 161 crimes contra a vida.

Segundo o secretário de Segurança Pública, coronel Lima Júnior, os números históricos em Alagoas têm uma tendência de melhorar ainda mais os resultados.

O governador Renan filho comemorou o índice de redução de mortes, foram menos 2 mil mortes por ano se comparado aos anos anteriores. “De 2011 a 2014 foram registrados 8567 homicídios entre 2015 até setembro de 2018 foram contabilizados 6.789 Crimes Violentos Letais Intencionais”. “Nos últimos anos, apenas Alagoas e Paraíba, reduziram o número de homicídios entre os estados do nordeste”.

Em Maceió, em 2011 foram contabilizados 970 homicídios contra 404 em 2018. Entre 2011 e 2014 foram registrados 3.167 homicídios contra 2.164 entre 2015 a 2018. Para o governador de Alagoas, essa redução se deve à presença da polícia nas ruas e inteligência. “Os meses menos violentos foi nesse governo, e é no tráfico de drogas que se concentram os crimes, bem como no comércio ilegal de entorpecentes”, frisou.

Arapiraca também reduzir o número de homicídios em 14,8%, de 2011 a 2014 foram 108 registrados contra 518 entre 2015 a 2018. Renan Filho relembra que Alagoas era o primeiro estado mais violento do Brasil, e este ano caiu para 9º lugar. Ele mencionou que a intenção é que Alagoas saia da lista dos 10 estados mais violentos do Brasil. Aproveitou a ocasião para avisar que haverá a primeira reunião com o colégio de secretários nesta segunda-feira.

“Ações de Segurança Pública dão um novo ânimo para os alagoanos, com a implantação de políticas com delegacias, novos helicópteros, investimento em inteligência, novo IML, Programa Ronda no Bairro, ou seja, o conjunto de investimentos conseguiu enfrentar a bandidagem”, destacou.

Renan Filho fez questão de dizer que foram construídas 50 escolas em tempo integral, onde 15 mil jovens fazem parte dessa integração. O propósito, conforme ele, é de que sejam construídas mais 100 escolas em tempo integral, para que haja uma redução maior de mortes envolvendo jovens egressos das escolas.

Assista:

Outro dado do balanço apresentado nesta manhã diz respeito ao quantitativo de reeducandos que estão trabalhando no estado, são mais de 800 deles, sendo Alagoas o estado que mais emprega reeducandos no país. “Aqueles que cumprem pena de baixa magnitude e que é acompanhado cumprindo os requisitos temos uma reincidência inferior a 2%, isso é muita significativo”, disse o chefe de estado.

“Maceió é a capital que mais reduziu violência no país, crimes contra o patrimônio tendo como exemplo o transporte coletivo, houve queda de 70% no número de assaltos”, salientou.

O secretário Lima Júnior destacou que foram apreendidas mais de 1.900 armas por ano neste governo. “16 novos postos de ocorrência estão funcionando 24 horas por dia, além de mais sete que estão em obras nas cidades com maior incidência de crimes”.

Ele disse ainda que 70% dos veículos roubados no Estado de Alagoas foram recuperados pela SSP.

Fonte: Tribuna Hoje / Ana Paula Omena

Comentários

MAIS NO TH