Cidades

11 de setembro de 2018 16:03

Mulher é condenada por usar documento falso para visitar preso

Ela conheceu o homem enquanto fazia uma visita ao cunhado, também preso, e deverá cumprir pena com serviços comunitários

↑ Presídio Baldomero Cavalcanti (Foto: Divulgação)

A 4ª Vara Criminal da Capital condenou uma mulher que utilizou certidão de nascimento falsa durante visita à Penitenciária Baldomero Cavalcanti, em Maceió. A falsificação foi descoberta durante a triagem das visitantes na unidade prisional, em março de 2015.

De acordo com a decisão do juiz Josemir Pereira de Souza, a ré confessou que incluiu o nome do detento, que não é o pai da criança, na certidão de nascimento de seu filho, e se identificou como esposa.

Conforme a própria ré relatou, ela conheceu o homem enquanto fazia uma visita ao cunhado, também preso. A mulher incluiu o nome do reeducando na certidão para conseguir visitá-lo, já que no registro original havia apenas o nome da mãe da criança.

A condenada deverá prestar serviços à comunidade e pagar multa de um terço do salário-mínimo vigente na época do ocorrido, que deverá ser recolhido ao Fundo Penitenciário Nacional.

Fonte: Dicom do Tribunal de Justiça de Alagoas / Texto: Thaynara Monteiro

Comentários

MAIS NO TH