Cidades

7 de setembro de 2018 11:12

Clube dos Solteiros oferece diversão e novas amizades

Jornalistas criam clube para oferecer descontração; turma quer estreitar amizades, paquerar, viajar e se divertir bastante

↑ Idealizadores dizem que objetivo do clube não é promover encontros para quem procura relacionamento sério, mas amizade e diversão (Foto: Cortesia)

Em um encontro entre amigos, na happy hour com os colegas de trabalho, ou mesmo durante uma viagem, a preocupação de muitos solteiros é a mesma: como encontrar o par ideal. Muitos sites e agências on-line prometem um empurrãozinho para achar à ‘tampa da sua panela’. Mas em Alagoas muitos solteiros não estão interessados em arrumar relacionamentos por esses meios alternativos não. No momento eles querem mesmo é curtir a fase, em boa companhia, esquecer antigos relacionamentos e, claro, viajar bastante.

E foi pensando nisso que a jornalista Thácia Simone resolveu criar o Clube dos Solteiros de Alagoas, que tem como objetivo oferecer alternativas de diversão e proporcionar novas amizades, paqueras e trocas de experiências aos participantes.

Thácia Simone,  fundadora do clube, diz que qualquer solteiro pode fazer a carteirinha (Foto: Bruno Martins)

A ideia deu tão certo, que atualmente já são cerca de 100 participantes. Mas, Thácia explica que o objetivo do clube não é promover encontros para quem procura relacionamento sério. “A ideia foi criar um clube para que os sócios possam conhecer novas pessoas, ampliar o leque de amizades. Sair mesmo da ‘’solidão’’, ter encontros reais e se rolar o interesse, paquera… joia. Até por que é assim que começa os relacionamentos, através da amizade, das conversas e trocas de experiências”, ressalta.

Segundo Thácia no início a ideia não era criar um clube, era apenas criar um grupo para fugir daqueles encontros onde a maioria dos amigos está em um relacionamento e a pessoa está sozinha na mesa. “Isso acontece muito e na maioria das vezes o assunto se torna chato para quem acabou de sair de um relacionamento ou está solteiro. A pretensão não era criar um clube”, disse acrescentando que como muita gente participou do primeiro encontro, e ela tem uma visão empreendedora acabou tendo a ideia do Clube.

Segundo a jornalista, o primeiro encontro do clube foi em junho. “O clube é recente, tem pouco mais de dois meses. O nosso encontro foi no dia 10 de junho, onde intitulamos o Dia dos Solteiros, Já que dia 12 é Dia dos Namorados, escolhemos o dia 10 de junho para realizar o Arraiá dos Solteiros”, destaca Thácia.

Thácia disse que no início o clube recebeu rótulos, como um Tinder – site de paqueras. Só que ao vivo. “É engraçado, mas a comparação está equivocada. O Clube dos Solteiros é de amigos, um que conhece outro que chama mais um. Existe um elo”.

COMO ENTRAR

A jornalista afirma que o clube é liberado para qualquer pessoa, mas ela precisa se definir como solteira. “Não temos como saber se a pessoa é solteira, enrolada. Ela tem que definir o relacionamento. O clube é aberto para todos que queiram participar. Aqui não existe nada escondido. Se ela tem um relacionamento e está no clube, pode haver consequência para ela e o relacionamento, pois fazemos fotos, temos conversas de solteiros, tem várias pessoas que pode conhecer enfim…”, explica.

Grupo fez primeira viagem e já planeja a próxima

Primeira viagem foi para Porto de Galinhas e reuniu 30 participantes (Foto: Cortesia)

Se a ideia é diversão, estreitar laços de amizade e fugir daquela velha frase: ‘’Você está destinado a ser um solteirão”, dita muitas vezes por familiares, amigos e ex’s, os participantes  do Clube dos Solteiros Alagoas tiram de letra.

Na primeira viagem realizada pelo clube e que aconteceu no último feriado de agosto, 30 participantes foram a Porto de Galinhas e afirmam que já estão planejando a próxima. Por que para eles, o lema é esse: Solteiros Sim, Sozinhos Nunca! Ah, eles garantem que no momento estão preferindo curtir a fase e deixar acontecer sem pretensões.

A enfermeira Virgínia Santana que participa do clube há dois meses disse que a viagem foi bastante especial. “Turma animada, divertida e muito alto astral. Faço parte do clube tem dois meses e foi uma ótima escolha. O clube me proporcionou novas amizades e passeios divertidos”, disse informando que a próxima viagem já está programada.

Virgínia acrescenta ainda que o clube deixa o participante à vontade. “Não existe mensalidade. Não somos obrigados a nada. A conversa, os encontros são leves. Vai quem quer e quando quer. Vou sempre que a agenda do fim de semana e quando estou com vontade”.

Participantes destacam prazer e experiência de viajar em turma

Quem também disse que a viagem foi inesquecível foi o promotor de vendas José Josemar Lopes, conhecido como Pinga. “A viagem foi maravilhosa. Uma experiência incrível viajar com a turma e já me planejo para a próxima”.

Para a empresária e consultora organizacional, Andréa Carvalho, a experiência em viajar com turma do clube é muito boa e ela destaca que o relacionamento entre os membros é de amizade. “O clube me ajudou a conhecer novas pessoas. Aprendi a me divertir mais. Sem contar que aprendemos muito com as experiências de vida e a diversidade do grupo. Além do mais, conseguimos baratear as viagens por sermos grupo”, ressalta.

Thácia que viajou com o grupo disse que a próxima viagem já está programa para o feriado do dia 15 de novembro para Natal.  “No clube os participantes se respeitam, respeitam as culturas, a diversidade. Tem pessoas de várias idades e classes sociais”.

A jornalista e fundadora do clube disse que apesar da quantidade de participante a maioria está na casa dos 30 anos e que já vieram de relacionamentos longos e agora procuram curtir mais a vida.

Se você está solteiro e geralmente escuta os amigos, os familiares e até seus ex’s dizendo que você está destinado a ser um solteirão. Não se preocupe. Faça como essa turma e siga em frente.

Sócios têm direito a bônus e descontos

Com a carteirinha, que custa R$ 30 e não tem mensalidade, os sócios têm direito a descontos e bônus em diversos serviços. Segundo a fundadora do clube, são diversos parceiros, desde bares e restaurantes a agências de viagem. “Os parceiros também recebem uma carteirinha que dá acesso aos produtos dos demais conveniados”.

Thácia ressalta que como o grupo é de amigos, existe uma espécie de seleção. “Fazer a carteirinha, ter acesso aos bônus, qualquer solteiro que deseja pode fazer. Mas para participar do nosso ambiente, os encontros e viagens, é mais restrito, só se for indicado por alguém. Aqueles que entram em contato pelas redes sociais, a gente busca fazer uma entrevista”, explica Thácia.

Thácia disse que todos os parceiros são em Alagoas, mas já está planejando buscar novas parcerias fora também.

Em relação aos encontros ela explica que não existe um cronograma. “Não existe cronograma. Os encontros acontecem sempre que possível. Geralmente são semanais. Eles sempre acontecem preferencialmente nos locais parceiros. Às vezes acontece de ter uma subdivisão do clube. Por exemplo, tem uns sócios que moram na parte alta e acabam se reunindo por lá. Outros se reúnem na parte baixa. Às vezes junta todo mundo. É de fato estreitar amizades, conhecer, paquerar, fugir da solidão”.

De acordo com Thácia, já aconteceu casos de participantes chegarem a se relacionar após algumas paqueras. Mas ela não afirma se teve relacionamentos sérios.

Independente da companhia, a regra é s divertir e ter prazer naquilo que te faz bem. Se surgir um relacionamento ótimo…! se não, nem procure eles surgem no momento certo. E o que de fato vale é se sentir feliz. É isso que indica um estudo americano.

Bella DePaulo, cientista da University of California, pesquisou sobre o assunto em 2016 e descobriu que as pessoas que não estão em um relacionamento dão mais valor ao trabalho do que as pessoas casadas.  A vida de solteiro também significa que você provavelmente é mais conectado à sua família, irmãos, amigos, vizinhos e colegas de trabalho, o que é muito legal. Parando pra pensar, seu coração não está vazio só porque você não está comemorando o Dia dos Namorados com alguém.

Dra. DePaulo explica em seu relatório que é melhor ainda se você é solteiro e independente. O relatório também descobriu que as pessoas solteiras autossuficientes que foram analisadas para um estudo ao longo da vida eram menos propensas a ter emoções negativas em geral. O oposto é verdade para pessoas casadas.

Se te serve de consolo, existem mais solteiros por aí do que nunca. Os estudos de DePaulo mostram que, de acordo com o Bureau of Labour Statistics, havia 124,6 milhões de americanos solteiros em 2016 com mais de 16 anos, ou seja, mais da metade da população americana. Há 40 anos apenas 37% da população eram solteiras.

“O que importa não é o que todo mundo está fazendo ou o que outras pessoas pensam que devemos fazer, mas se podemos encontrar os lugares, os espaços e as pessoas que se encaixam em quem realmente somos e nos permitem viver nossas vidas melhor”, conclui DePaulo.

Fonte: Tribuna Independente / Lucas França

Comentários

MAIS NO TH