Cidades

29 de maio de 2018 10:09

Adiado júri de acusado de matar mulher por engano durante atentado em Maceió

Ato normativo da Presidência do TJAL suspendeu julgamentos previstos para a segunda-feira; sessão foi pautada para setembro

↑ Tribunal de Justiça de Alagoas (Foto: Dicom TJ/AL)

O júri do réu Luiz Fernando Ramos de Araújo, previsto para a segunda-feira (28), foi adiado devido ao ato normativo da Presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas que suspendeu sessões de julgamentos no dia, além de prazos processuais e audiências.

O julgamento foi pautado para o dia 18 de setembro, quando será conduzido pelo juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade, titular da 7ª Vara Criminal da Capital.

O ato normativo nº 18/2018 TJAL, publicado no Diário da Justiça de segunda-feira (28), leva em consideração o movimento de caminhoneiros em todo o País, que gerou desabastecimento nos postos de combustíveis.

O crime

Luiz Fernando é acusado de assassinar uma mulher, que não era o seu alvo, durante um atentado ocorrido em agosto de 2016. A acusação afirma que o réu, na companhia de um menor, se deslocou à Travessa Eduardo Gomes, no bairro Clima Bom, em Maceió, com o intuito de executar um homem identificado apenas como “Projeto”, devido à rivalidade entre eles.

Na tentativa de se refugiar dos disparos, “Projeto” se escondeu na casa de Ana Lúcia de Amorim Faustino, que acabou sendo atingida por engano, conforme sustenta a denúncia.

Matéria referente ao processo nº 0726068-53.2016.8.02.0001

Fonte: Dicom TJ

Comentários

MAIS NO TH