Cidades

25 de maio de 2018 15:28

Acusado de matar mulher por engano durante atentado em Maceió vai a júri

Alvo dos criminosos se escondeu na casa de Ana Lúcia de Amorim, que acabou sendo atingida

↑ Julgamento será conduzido pelo juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade (Foto: Almagis / Reprodução)

O Tribunal do Júri da 7ª Vara Criminal da Capital leva a julgamento, na próxima segunda-feira (28), Luiz Fernando Ramos de Araújo, acusado de assassinar uma mulher, que não era o seu alvo, durante um atentado ocorrido em agosto de 2016. A sessão será presidida pelo magistrado Sóstenes Alex Costa de Andrade, às 13h.

Afirma a acusação que o réu, na companhia de um menor, se deslocou à Travessa Eduardo Gomes, no bairro Clima Bom, em Maceió, com o intuito de executar um homem identificado apenas como “Projeto”, devido à rivalidade entre eles.

Na tentativa de se refugiar dos disparos, “Projeto” se escondeu na casa de Ana Lúcia de Amorim Faustino, que acabou sendo atingida por engano e não resistiu aos ferimentos. Na ação criminosa, a filha da vítima também foi alvejada, com um disparo na mão esquerda.

Em depoimento, Alex Costa e o menor apreendido disseram que deixaram o local acreditando que haviam executado o homem. O réu confessou ainda que o adolescente ficou com a responsabilidade de transportar a arma utilizada.

A Defensoria Pública não se manifestou sobre o julgamento. O réu será julgado por homicídio com a qualificadora de motivo torpe, além de lesão corporal e corrupção de menor.

Fonte: Dicom do Tribunal de Justiça de Alagoas / Texto: Guilherme Carvalho Filho

Comentários

MAIS NO TH