Cidades

11 de maio de 2018 14:25

Acusado de assassinato por dívida de drogas é condenado a 17 anos

Vítima teria sido levada a uma residência e espancada, e em seguida atingida por cerca de três disparos num local abandonado

↑ Fórum do Barro Duro (Foto: Dicom do Tribunal de Justiça de Alagoas)

O réu Alexsandro da Silva foi condenado pela morte de Antônio Sobral e corrupção de menor, em sessão do Tribunal do Júri da 7ª Vara Criminal da Capital, nesta quinta-feira (10). O julgamento foi presidido pelo juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade, que fixou a pena em 17 anos, dois meses e 20 dias.

O crime aconteceu no Conjunto Santana Maria, no bairro Cidade Universitária, por volta das 14h30 do dia 18 de fevereiro de 2015. Narra o Ministério Público que a vítima inicialmente teria sido levada a uma residência e espancada. Em seguida, atingida por cerca de três disparos num local abandonado. Apesar de o crime ter sido cometido por aproximadamente oito pessoas, segundo a acusação, apenas Alexsandro da Silva e outros dois adolescentes foram localizados.

A motivação do crime seriam pequenos furtos praticados na região e dívidas por drogas. O inquérito apontou que os criminosos fazem parte um grupo de traficantes da região.

Durante as investigações, uma testemunha afirmou que presenciou quando Alexsandro e outros menores arrastaram a vítima até um local ermo e consumaram o ato. Durante o júri, a defesa negou a autoria do crime.

Alexsandro já está preso preventivamente há dois anos e 10 meses, o que será descontado de sua pena, a ser cumprida em regime inicial fechado.

Fonte: Dicom do Tribunal de Justiça de Alagoas / Texto: Guilherme Carvalho Filho

Comentários

MAIS NO TH