Cidades

21 de março de 2018 08:36

Feira de artesãos incentiva produção local

Cerca de 40 profissionais já conhecidos dentro e fora do estado expõem suas artes no festival

↑ Em comemoração ao Dia do Artesão, feira começou na segunda-feira e segue até o próximo domingo no hall do Parque Shopping (Foto: Adailson Calheiros)

Cerca de 40 artesãos alagoanos estão expondo e comercializando sua arte na terceira edição da Semana do Artesão. O evento que tem o nome de festival “Alagoas Feita à Mão” iniciou no último dia 19, data em que é comemorado o Dia do Artesão, e segue até o próximo dia 25 de março, no Parque Shopping, das 10h às 22h.

A artesã Mari Assis está comercializando e expondo seus produtos pela primeira vez no festival e disse que o projeto é de fundamental importância para propagar a arte.

“Eu trabalho como artesã há dois anos e sou apaixonada pela arte. Tem muita gente talentosa e trabalhos belíssimos. Uma feira como esse é importante por que geralmente expor nesse tipo de evento requer custos e são altos e com o apoio do governo a gente consegue mostrar nosso talento. Seria bom que tivesse mais projetos como esse. Aqui tem muita coisa bonita e histórias bacanas. O interessante é que o artesanato é algo que passa de geração a geração e sempre é atual”, comenta a artesã.

A jovem Jordany Laurentino de 17 anos, também está expondo pela primeira vez com a mãe e mostra orgulhosa suas peças. “Eu estou aqui pela primeira vez com a minha mãe, mas ela já expõe há mais tempo. Sempre via minha mãe fazendo e achava lindo. Há pouco tempo tomei gosto e comecei a fazer algumas peças. Estou bem feliz, a expectativa é boa, já vendi algumas obras e até o fim da feira outras devem sair”, disse.

O evento é uma iniciativa do Governo do Estado que tem como objetivo estimular a atividade no estado e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico desses profissionais. É o que explica o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito.

“A melhor homenagem que podemos prestar aos artesãos alagoanos é gerar visibilidade e comércio para as suas obras. Por isso, neste ano o festival Alagoas Feita à Mão traz para o protagonismo do evento as peças produzidas por nomes de talento, como o Mestre André da Marinheira, e por associações e grupos. Todos juntos vão expor e comercializar suas peças. Muitas vezes a distância desses ateliês, localizados no interior do Estado, dificulta o acesso às obras. Durante esta semana turistas e alagoanos vão poder conhecer mais sobre o artesanato e arte popular alagoana, além de adquirir os produtos”, enfatiza o secretário.

Público pode conferir produtos de diferentes tipologias

Quem for ao Parque Shopping até o próximo domingo (25) poderá conferir diferentes tipologias do artesanato local, como fios e tecidos, barro, madeira, fibras, vegetais e outros.

Na mostra, será possível encontrar peças dos mestres artesãos Patrimônios Vivos do Estado: André da Marinheira, Arlindo Monteiro e Vânia Oliveira. Além deles, participam do evento alguns grupos, como Associação de Artesãs do Pontal de Coruripe, Associação do Pontal da Barra, Amor Caseado, Crochê, Fulô A, Fibra Chã, Coité Iluminado e Mimos de Dona Peró. Além de artesãos como Demode, Solange Arruda, Karine Quintiliano, Mari Assis, La Gaveta, Eneide, Nena, Maria Severino, José Firmo e Tati Barros, entre outros.

SEDETUR

A marca “Alagoas Feita à Mão’’ é uma criação do Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas (Sedetur), com o objetivo de dar maior visibilidade à arte popular e ao artesanato produzidos no território alagoano.

Ainda segundo a Sedetur, o estado lidera o ranking nacional de artesãos cadastrados no Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) com aproximadamente 14 mil profissionais, como os mestres artesãos João das Alagoas, Aberaldo, Dona Irinéia e André da Marinheira, todos com trabalhos expostos dentro e fora do Brasil. (Com assessoria).

Comentários

MAIS NO TH