Cidades

17 de março de 2018 14:13

Pacientes apresentam evolução psicossocial com atividades lúdicas

Equipe multidisciplinar da Seris promove trabalho integrado com os familiares para resgatar vínculos afetivos e sociais

↑ Equipe multidisciplinar reúne os familiares dos internos e fortalecem o vínculo afetivo e social Foto: Jorge Santos

O trabalho psicossocial desenvolvido com os pacientes do Centro Psiquiátrico Judiciário (CPJ) Pedro Marinho Suruagy tem contribuído cada vez mais para a reabilitação deles. Com atividades lúdicas e visitas sociais, os profissionais da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) conseguem evoluir no tratamento e fortalecer o vinculo familiar na unidade.

Quinzenalmente, a equipe multidisciplinar, composta por assistentes sociais e psicólogas, reúne os familiares dos internos e fortalecem o vínculo afetivo e social. A chefe do CPJ, agente penitenciária Ana Paula de Lima, explica o impacto desse processo. “Criamos uma ponte entre a família e paciente, fator essencial para o êxito no tratamento”, destaca a gestora.

A psicóloga da unidade, Denise Werneck, reafirma os benefícios das ações com os familiares na evolução do tratamento. “Esse contato influencia diretamente no tratamento deles. A presença da família, associada com as atividades lúdicas que ofertamos, aproxima os internos da sociedade e resgata a sua cidadania”, afirma.

Atualmente, existem 58 pacientes no CPJ, sendo 31 submetidos a tratamento e laudos psiquiátricos e 28 cumprindo medida de segurança. Outros treze reeducandos também estão sendo tratados pelos profissionais da unidade, totalizando 72 internos no Centro.

Fonte: Agência Alagoas

Comentários

MAIS NO TH