Cidades

10 de fevereiro de 2018 09:37

Blocos de rua animam Carnaval nos bairros

Muitos foliões se preparam para juntar a turma, cair na folia e prometem alegria nos festejos de Momo em Maceió

↑ No Bom Parto acontece o Carnaval da Rua Sol Nascente com o Bloco do Bobo (foto), Sururu da Lama, Maracatu Raízes da Tradição e Deuses do Gueto (Foto: Divulgação)

O Carnaval em Maceió será animado por vários blocos de rua espalhados em diferentes bairros da capital, tanto na parte alta como na parte baixa da cidade. Para quem diz que Maceió não tem festejo de Momo se engana. Deste sábado (10) até a terça-feira (13), vários blocos vão dar a tônica do Carnaval de rua da capital.

Neste sábado, o Bloco do Bobo, que desfila desde 2002 vai animar a partir das 14h as ruas do bairro do Bom Parto e adjacências com o Carnaval da Rua Sol Nascente. O bloco será animado pela Orquestra Mais que Frevo. A festa recebe também os blocos Sururu da Lama, Maracatu Raízes da Tradição e Deuses do Gueto.

De acordo com Keka Rabelo, assessora de comunicação do bloco, ele desfila neste sábado. “Pretendemos levar mais de 500 foliões para as ruas neste sábado”, disse.

Keka também é da organização do bloco Comunidade da Paz, criado em 2014, que se apresenta na parte alta da cidade, nos bairros do Gama Lins, Cidade Universitária e adjacências. O bloco será puxado pelo Maracatu Raízes da Tradição na segunda-feira.

Já no Benedito Bentes, quem vai fazer a festa nas ruas do bairro é o Bloco das Bonecas, das 15h às 18h deste domingo, saindo da Avenida Garça Torta.

Para o organizador do Bloco das Bonecas, Jailton da Silva, a descentralização da festa é melhor para atender a população. “Muitas pessoas não iam porque tinham dificuldade de chegar ao Jaraguá, porque iriam em família e tem a questão de transporte. A descentralização consegue atender um maior número de comunidades e garante o acesso de todos que querem festejar”, disse Jailton da Silva.

No Pontal da Barra, também terá animação com blocos de rua. Na terça-feira de Carnaval, a partir das 12h, o Bloco Bombom, organizado por Jocelim Viana, promete arrastar muitos foliões ao som de frevo. Serão distribuídas 100 camisas. A concentração é na Praça São Sebastião. O bloco desfila pelo terceiro ano e também agrega foliões sem abadá. Outros blocos devem animar os foliões no bairro.

Outro polo que atrai muitos foliões é o do Jacintinho. No bairro, a programação começa a partir das 20h, nos dias de folia. Para Mário Farofa, líder comunitário, a descentralização possibilita geração de renda. “Dessa forma todos saem ganhando, seja o ambulante que vende cerveja e comida, seja quem trabalha com reciclagem, pois cata as latinhas deixadas pelos foliões”, comenta.

TRADIÇÃO

Para o carnavalesco e membro da Liga Carnavalesco de Maceió, Edberto Ticianeli, os blocos de rua que se apresentam atualmente não são características de um resgate histórico, mas tem uma importância por ser democrático.

“Não é exatamente um resgate se pensarmos na volta da utilização da rua como espaço para os festejos carnavalescos em si. Também não são exatamente os blocos de origem popular que estão voltando às ruas. São blocos novos, principalmente de segmentos médios da população. Há ainda o surgimento dos blocos empresas, com alguns deles desfilando em áreas populares. Mesmo não sendo um resgate, no sentido de recuperação do que era antes, eles têm uma importância fundamental para a festa, por serem mais democráticos e possibilitarem o exercício da organização de núcleos de produtores de cultura’’, explica Ticianeli.

Fonte: Tribuna Independente / Lucas França

Comentários

MAIS NO TH