Cidades

23 de dezembro de 2017 10:32

Professor não resiste aos ferimentos e morre após quase dois meses na UTI

Corpo do docente será sepultado no cemitério Parque Maceió, no Benedito Bentes, às 16h

↑ Professor estava internado desde o dia 29 de outubro deste ano. (Foto: Arquivo Pessoal)

O professor Valdeci Odilon, de 37 anos, que estava internado no Hospital Geral do Estado (HGE), na Unidade de Tratamento Intensa (UTI), desde o dia 29 de outubro deste ano, após um grave acidente envolvendo seu veículo de passeio e outro carro, acabou falecendo neste sábado (23).

Um dos veículos ficou completamente destruído (Foto: Falcão 5)

 

A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro/AL), que expressou imenso pesar pelo ocorrido por meio de nota. “Ele [Valdeci] lutou muito pela vida. Deixou dois filhos pequenos. Realmente muito difícil esse momento de dor”, lamentou Eduardo Vasconcelos, presidente da entidade.

No acidente, a esposa do professor, identificada como Elisângela Fartírio dos Santos, de 32 anos, não resistiu e faleceu antes mesmo da chegada do socorro móvel. A colisão aconteceu num domingo, na Barra de São Miguel, nas imediações da Praia do Gunga, na AL-101 Sul.

O corpo do professor está sendo velado na casa de sua mãe, na Rua Santo Antônio, nº 81, no bairro Santo Amaro, e será sepultado no cemitério Parque Maceió, no Benedito Bentes, às 20h30.

NOTA,

É com todo pesar que vimos trazer a triste notícia do falecimento do professor Valdeci Odilon. Ele parte deixando-nos muitas lições de amizade, profissionalismo e luta pela vida. As pessoas são insubstituíveis em sua existência, e quando são especiais, além da falta que fazem àqueles que as amam, deixam o mundo mais pobre. O Sindicato dos Professores do Estado de Alagoas não tem palavras para expressar o nossos sentimento. Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Que a luz e o amor divino pairem sobre a alma de quem sofre esta imensurável perda, e os console e lhes dê serenidade para atravessar esta tempestade. A Deus pedimos também que dê ao nosso amigo o merecido repouso eterno em seu reino. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames.

Eduardo Vasconcelos diretor-presidente do Sinpro de Alagoas

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH