Cidades

6 de junho de 2017 12:03

Edufal lança site da 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas

Foram confirmadas as participações de 14 nomes aclamados pelo público nas redes sociais do evento

A Universidade Federal de Alagoas (Ufal), por meio da Editora Universitária (Edufal), lançou, nesta terça-feira (06), o bienaldolivroal.com.br da 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas. A Ufal é a única universidade brasileira realizadora de uma bienal do livro. O evento foi promovido durante um café da manhã junino, na sede da Edufal, no Campus A. C. Simões, e contou com programação variada.

“Apesar das crises na política e na economia em que o nosso país vem passando, nós decidimos manter a programação da Bienal aqui em Maceió. Nosso principal apoiador, a Petrobrás, não irá participar este ano, mas achamos importante que o evento acontecesse para manter esse debate cultural aqui no estado”, explicou o diretor da Edufal, Osvaldo Maciel.

O diretor destaca ainda o trabalho dos servidores da Universidade e dos funcionários da Fundepes na concepção, no planejamento e na execução do projeto. “Em meio a tantos ataques ao serviço público e à universidade pública, em especial, mostramos à sociedade como o corpo de servidores da Ufal, mesmo em tempos de crise política e econômica, é capaz de realizar um evento importantíssimo para toda a sociedade alagoana”.

Sebastião Medeiros, que faz parte da comissão organizadora da Bienal, explicou que as editoras apoiam o evento por ser realizado por uma universidade, e não por uma empresa. “As editoras nos apoiam bastante e por isso conseguimos realizar o evento. A Prefeitura de Maceió também incentiva com o ‘vale livro’, distribuído para alunos e professores da rede pública municipal”, informou.

Durante o café, foram lançados os livros A Construção de Lygia Fagundes Telles, de Nilton Resende, e Lacan Chinês (2ª edição), de Cleyton Andrade. O grupo de extensão Poesia Itinerante, coordenado pelo professor Otávio Cabral, e a Camerata da Escola Técnica de Artes, sob a regência da professora Lilian Pereira, também se apresentaram no lançamento.

site da 8ª Bienal do Livro foi trabalhado a partir de elementos presentes nos folguedos e no artesanato. Segundo a programadora visual da Assessoria de Comunicação da Ufal, Camila Fialho, “o formato faz referência ao mapa de Alagoas desconstruído, sem delimitação de fronteiras. O fitilho colorido, que tem movimento próprio, foi usado como uma metáfora para a semente do conhecimento que abraçará e envolverá a sociedade alagoana por meio da Bienal”.

Nos 200 anos da Emancipação Política de Alagoas, a Bienal 2017 será realizada no Centro de Convenções de Maceió, de 29 de setembro a 8 de outubro, com o tema Livros que envolvem, leituras que libertam. O evento é uma realização da Ufal, em parceria com Fundepes, Governo do Estado e Prefeitura de Maceió.

Durante o lançamento do site, foram confirmadas presenças de escritores aclamados e em atendimento a pedidos nas redes sociais. “Outros nomes serão apresentados ao público, mas iniciamos o site confirmando 14 nomes da literatura internacional, nacional, regional; desde o público juvenil aos pesquisadores de variadas áreas”, explica Maciel.

Confira a lista de nomes no site e acompanhe as redes sociais da 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas pelo FacebookInstagram Twitter.

Fonte: Redação com Assessoria

Comentários

MAIS NO TH