Cidades

22 de maio de 2017 10:53

Número de denúncias de violência sexual contra crianças cresce durante campanha

Para Fábio Rogério, conselheiro tutelar da região 1 de Maceió, as atividades foram bastante proveitosas e conseguiram envolver boa parte da comunidade

Foi encerrada ontem a semana de conscientização contra a violência sexual a crianças e adolescentes. Em todo país, conselhos tutelares realizam uma série de atividades para destacar o problema e enfatizar a importância das denúncias pelo Disque 100. Nesse período o número de denúncias aumenta.

Em Maceió, um dos conselhos que realizou atividades contra a violência sexual de crianças e adolescentes foi o da região 1, que abrange a parte baixa da cidade – entre os bairros do Poço e Mangabeiras, passando pela Ponta Verde e Pajuçara.

Para Fábio Rogério, conselheiro tutelar da região 1, as atividades foram bastante proveitosas e conseguiram envolver boa parte da comunidade. “Muitas escolas realizaram eventos e muitos membros dos bairros que atuamos participaram. Foram feitos cartazes, gincanas e panfletagens”.

Ele também explica que nesse período o número de denúncias cresce por causa das atividades da campanha, mas pondera que a importância do combate à violência sexual a crianças e adolescentes deve ser permanente.

“Por causa da campanha e das atividades que ocorrem nos bairros, as denúncias aumentam, tanto pelo Disque 100 quanto de forma direta nos conselhos tutelares, mas é importante que as pessoas entendam ser preciso denunciar esse crime durante todo o ano”, enfatiza Fábio Rogério.

18 DE MAIO

O dia 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desde seu surgimento, a sociedade civil, em parceria com os governos municipais, estaduais e federais, organiza e promove atos de mobilização social e política com o objetivo de ampliar a conscientização da população sobre a gravidade da violência sexual que atinge milhares de crianças e adolescentes em nossa sociedade.

O 18 de maio foi escolhido como símbolo da luta pelos direitos de crianças e adolescentes em lembrança ao sequestro da menina Araceli Cabrera Sanches, estuprada e assassinada aos oito anos de idade, em 18 de maio de 1973, em Vitória, capital do Espírito Santo.

O objetivo principal da campanha nacional é estimular as pessoas a denunciarem casos de violência sexual, abandono, negligência, violência física e tantos outros casos que violam os direitos de crianças e adolescentes. O meio para denunciar de forma mais ágil é o DISQUE 100. Também se pode procurar o conselho tutelar do bairro onde a vítima mora.

Fonte: Da Redação

Comentários

MAIS NO TH