Cidades

22 de maio de 2017 09:58

Chuva derruba árvores e faz lixo acumular nas praias de Maceió

Superintendente Municipal de Limpeza Urbana de Maceió, David Maia, chegou a gravar um vídeo e publica-lo em suas redes sociais comentando o problema

O início do período chuvoso em Alagoas já começa a dar sinais dos problemas estruturais existentes na capital do estado. Na manhã desta segunda-feira (22), e no domingo (21), árvores caíram por causa da chuva.

Além disso, lixo tem se acumulado nas praias em decorrência do volume de água que caiu em Maceió neste final de semana.

O superintendente Municipal de Limpeza Urbana de Maceió, David Maia, chegou a gravar um vídeo e publica-lo em suas redes sociais comentando o acúmulo de lixo nas praias de Maceió.

“A população já está saturada de que quando chove esse volume de lixo se acumula. A população já não aguenta mais, mas a Prefeitura fez uma operação de prevenção e passamos uma retroescavadeira no Salgadinho. Foram retirados 80 toneladas de lixo. Cidade limpa é a que  menos se suja”, diz David Maia que mostra no vídeo uma carcaça de geladeira a enfatiza que a população precisa se conscientizar sobre o dejeto de seu lixo.

De acordo com a Secretaria Adjunta Especial de Defesa Civil de Maceió, a previsão que a chuva permaneça em nível moderado até terça-feira (23). Segundo a assessoria de comunicação da Defesa Civil de Maceió, neste final de semana choveu a metade do volume dos 10 primeiros dias de maio.

“Segundo os dados dos 14 pluviômetros espalhadas pela capital, o nível de chuva está abaixo do esperado. No entanto, este registro foi maior de ontem [sábado, 20] para hoje [domingo, 21]. A previsão de chuva para o mês de maio é de 380 milímetros. Nos primeiros dez dias deste mês havia chovido apenas 146, enquanto nas últimas 24 horas já foi registrado quase a metade deste volume – 65 milímetros – somente na parte alta de Maceió”, explica a Defesa Civil no portal da Prefeitura de Maceió.

ESTADO

Já no restante do estado, segundo a Secretaria do Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh), por meio de nota, não há risco de transbordamento de bacias.

Leia a íntegra da nota da Semarh.

As condições atmosféricas continuam favoráveis a formação de nebulosidade com potencial de precipitação em volumes moderados com possibilidade de pancadas em pontos isolados nas regiões do Litoral, Zona da Mata e Baixo São Francisco, se estendendo até a terça-feira (23/05/2017). No Agreste e no Sertão, não estão descartadas pancadas isoladas e de curta duração intercaladas com períodos de tempo seco durante o período.

Essas chuvas previstas, não trazem risco de transbordamento nas principais bacias hidrográficas do estado, porém pancadas intensas podem provocar alagamentos em áreas com deficiência de drenagem, principalmente em áreas urbanas impermeabilizadas.

Ressalta-se, que a chuva prevista para essas áreas será localizada, por isso, a precisão da localização e intensidade da chuva poderá ser prevista, apenas com algumas horas de antecedência, mediante o monitoramento contínuo.

A Sala de Alerta está monitorando as condições sinóticas, e novos avisos poderão ser emitidos a qualquer momento.

Comentários

MAIS NO TH