Cidades

3 de maio de 2017 12:12

Sensibilidade de equipe multidisciplinar é fundamental no tratamento de câncer

Mais de 300 profissionais da área assistencial e de apoio da Santa Casa de Maceió acompanham o paciente oncológico

Mais de 300 profissionais da área assistencial e de apoio da Santa Casa de Maceió acompanham o paciente oncológico desde a consulta inicial até a conclusão do tratamento e sua volta à vida normal. Alguns atuam de forma silenciosa, porém de forma decisiva na vida do paciente. É o caso do físico médico em radioterapia.

Outros têm um contato mais direto, contínuo e pessoal, recebendo o paciente com um sorriso no rosto, chamando sempre pelo nome e mantendo laços de amizade que perpassam o tratamento. É o caso, por exemplo, da equipe de enfermagem. Esse contato é tão próximo que não raro os pacientes retornam para um gesto de agradecimento. Foi o caso da paciente Neli Lima Pereira, que homenageou à equipe do Centro de Oncologia da Santa Casa de Maceió com um café da manhã no próprio complexo.

“Recebi atenção, carinho e acolhimento de pessoas que me ouviram e esclareceram minhas dúvidas, meus medos… Por tudo isso, serei eternamente grata”, disse Neli, citando todos da equipe, inclusive recepção e demais profissionais.

A equipe multidisciplinar da Linha de Cuidado Oncológico da Santa Casa de Maceió possui seis farmacêuticos, três psicólogos, duas nutricionistas, duas terapeutas ocupacionais, três assistentes sociais, quatro físicos em medicina, uma odontóloga e dois fisioterapeutas (além do suporte dos profissionais da Cooperativa de Fisioterapeutas).

O grupo maior é formado pela equipe de enfermagem com 160 profissionais atuando no Centro de Oncologia (36), na Unidade Rodrigo Ramalho (73), na Oncopediatria da Santa Casa Farol (17), na Radioterapia (5) e na Clínica Médica Irmã Inocência (29).

“São profissionais que estão na linha de frente da assistência e que possuem uma grande sensibilidade às necessidades e fragilidades do paciente. Esse é um diferencial importante no tratamento do câncer”, comentou Aishá Gois, gestora da Linha Oncológica.

Fonte: Assessoria / Santa Casa de Maceió

Comentários

MAIS NO TH