Cidades

8 de março de 2017 15:16

Desembargador Geraldo Tenório é sepultado; parentes e amigos se despedem

Aposentado em 2004, desembargador foi presidente do TJ no biênio 2003/2004

Desembargadores, juízes, autoridades, servidores, parentes e amigos prestaram uma última homenagem ao desembargador aposentado Geraldo Tenório Silveira, na manhã desta quarta-feira (8), durante o sepultamento que aconteceu no Campo Santo Parque das Flores, em Maceió.

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), Otávio Leão Praxedes, também prestou solidariedade aos familiares e falou sobre as contribuições do desembargador para Alagoas. “Hoje é um dia triste para todos que tivemos um laço de amizade e coleguismo dentro da instituição com ele. Durante os meus 30 anos atuando pela Justiça estadual acompanhei a trajetória dele, sempre foi uma referência para todos do Poder Judiciário”, enfatizou.

O desembargador Geraldo Tenório foi presidente do TJ/AL durante o biênio 2003/2004 e atuava no 2º grau da Justiça alagoana desde 1991. Aposentado desde setembro de 2004, o magistrado contribuiu em diversas áreas da Justiça alagoana desde quando ingressou em 1963, como juiz da Comarca de Porto de Pedras.

“Era uma pessoa simples, que falava e conhecia todo mundo. Trabalhei com ele durante muitos anos, desde que ele era do juiz responsável pela 1ª Vara da Criança e Juventude. Ele era mais que um chefe, era um amigo”, contou o motorista do TJ/AL, José Pena, que trabalhou 18 anos com o desembargador.

O juiz Maurílio Ferraz, que trabalhou com o desembargador, destacou a humildade do colega magistrado. “Eu tive a felicidade de auxiliar o desembargador Geraldo Tenório quando ele foi presidente do Tribunal de Justiça,  e diretor da Escola Superior da Magistratura de Alagoas. Ele era muito fiel aos seus princípios, mas sobretudo fiel à toga e à cidadania. Sua marca era a simplicidade, não tinha barreiras entre servidores e autoridades, por isso Alagoas perde muito hoje”, disse o juiz.

Também falou sobre a carreira e a conduta do desembargador Geraldo Tenório o presidente da Associação Alagoana de Magistrados (Almagis), juiz Ney Alcântara. “É um momento triste pela perda de um colega. Ele foi um grande magistrado, um grande presidente para o Tribunal, além de um excelente companheiro e amigo de todos. É com muita tristeza que os membros da Almagis registram esse ato em solidariedade ao desembargador”, comentou.

Fonte: Dicom / TJ-AL

Comentários

MAIS NO TH