Cidades

19 de fevereiro de 2017 15:38

Prefeitura de Maceió viabiliza parcerias para reformar praças e monumentos

Gestão tem firmado parcerias com a iniciativa privada por meio de uma ação inovadora criada pelo Executivo: o projeto Adote uma Área Pública

A recuperação de áreas de lazer, praças e monumentos da capital é um serviço que tem sido realizado pela Prefeitura de Maceió para devolver à população espaços degradados pela ação do tempo e de vândalos. Além de investir recursos municipais, a gestão também tem firmado parcerias com a iniciativa privada por meio de uma ação inovadora criada pelo Executivo: o projeto Adote uma Área Pública, lançado em 2013, a partir da Lei nº 6.286.

A partir da adesão ao projeto, empresas privadas passam a ser responsáveis pela manutenção dos espaços por dois anos, conforme estabelecido em documento assinado pelo representante da iniciativa privada, pelo prefeito e o gestor do órgão responsável pelo projeto, hoje gerido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds). Nos últimos quatro anos, grandes serviços foram executados, conforme lembra o titular da pasta, Gustavo Acioli.

“O projeto Adote uma Área Pública foi criado por meio de uma lei sancionada pelo prefeito Rui Palmeira, uma iniciativa de grande importância que tem ajudado o Município a dar maior celeridade às obras e reformas na cidade. É um instrumento que permite a iniciativa privada cuidar e resgatar patrimônios que a Prefeitura entregou à cidade. Com as parcerias, reduzimos o custo com a manutenção e podemos investir os recursos em outras áreas”, diz Acioli.

Entre as obras realizadas por meio da parceria com a iniciativa privada, o titular da Semds cita as revitalizações da Praça Afrânio Jorge, conhecida como Praça da Faculdade, no Prado; a Praça Central da Colina dos Eucaliptos e a Praça Joaquim Marques Luz, conhecida como Praça do Sanatório. Nessa semana, Gustavo Acioli representou o prefeito Rui Palmeira em solenidade em que foi firmada uma nova parceria: desta vez com o Restaurante Anamá, que adotou o totem “Eu Amo Maceió”, na orla.

O titular da Semds reforça que o órgão ampliará a busca por parcerias e diz de que forma os interessados em participar do projeto podem colaborar coma iniciativa da Prefeitura.

“Fizemos a primeira adoção de 2017 e vamos bater muito nessa tecla ao longo do ano. Estamos voltando a consultar os empresários que demonstraram interesse em ser parceiros da Prefeitura no ano passado e estamos de portas abertas para novas parcerias. Ou seja, o empresário que tem condições de ajudar a melhorar alguma área da cidade pode procurar a Semds. Nós vamos resolver toda a parte burocrática para que uma nova área seja adotada, seja para reforma ou manutenção”, explica o secretário.

Ainda sobre a Lei nº 6.286, Gustavo Acioli lembra que há duas formas de ajudar a cidade. “A lei tanto nos ajuda a recuperar espaços degradados, como praças e canteiros, assim como prevê a condição da iniciativa privada dar manutenção em áreas públicas e monumentos entregues pela Prefeitura à população, ajudando a reduzir os custos com reformas. Essas parcerias geram um ganho para a cidade, um ganho para as empresas e para a população em geral. Na época de crise que o país vive, esta é uma ferramenta importante”, afirma o gestor.

O secretário fala da importância de a sociedade contribuir com as melhorias em Maceió. “Sabemos que a responsabilidade é da Prefeitura, mas devemos ter a consciência de que cuidar da cidade é um dever de todos. O poder público tem que fazer a sua parte, os empresários devem fazer a sua parte e a população também, para que o maceioense tenha sempre uma cidade que se orgulhe”, completa o titular da Semds.

Fonte: Secom

Comentários

MAIS NO TH