Cidades

4 de fevereiro de 2017 11:30

Viçosa tem situação de emergência reconhecida

Governo Federal se compromete a disponibilizar ajuda para amenizar os efeitos da seca

↑ Viçosa (Foto: Reprodução)

Mais um município alagoano teve a situação de emergência decretada pelo Ministério da Integração Nacional. Viçosa passa a fazer parte da lista que agora tem 43 cidades com níveis críticos de escassez hídrica. A partir da publicação da Portaria no Diário Oficial da União (DOU) de sexta-feira (3), o Governo Federal se compromete a disponibilizar ajuda para amenizar os efeitos da seca.

Com a situação de emergência decretada, é possível receber benefícios como renegociação de dívidas agrícolas, apoio financeiro, além de auxílio em serviços essenciais como fornecimento de água em carros-pipa.

A Prefeitura de Viçosa já havia decretado situação de emergência no fim do ano passado. Quando houve a publicação, em 16 de dezembro de 2016, as informações eram que o município havia sofrido perdas consideráveis em produção, abastecimento, prejudicando a população de forma severa.

HISTÓRICO

No ano passado o Governo do Estado decretou situação de emergência em 40 municípios de Alagoas. Foram considerados um parecer técnico da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Alagoas e a situação de calamidade enfrentada pelos habitantes dos municípios. Além da escassez de água, a população precisa lidar com as perdas de produção e as consequências financeiras negativas, decorrentes da seca. O Governo Federal sinalizou ajuda aos municípios, reconhecendo a necessidade de medidas emergenciais, a partir do Decreto Nº 49.948 de 23 de agosto de 2016, do Governo de Alagoas, no qual é informada a situação crítica atravessada pelos municípios devido à estiagem.

Dados do Monitor de Secas do Nordeste apontam que os 102 municípios de Alagoas estão em situação de seca extrema e excepcional, os níveis mais acentuados de escassez hídrica. Alagoas tem, atualmente, 62% de seu território classificado no nível de seca excepcional. Significa que a seca gerou escassez nas fontes como córregos, reservatórios e poços, além de perdas completas em pastagens e produção agrícola. São 52 municípios do Sertão, Agreste, Sertão do São Francisco e Zona da Mata em situação crítica.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH