Cidades

24 de novembro de 2016 14:52

Grupo de amigos realiza gincana natalina para ornamentar praça de Fernão Velho

Objetivo da ação é incentivar e engajar alunos de escolas públicas e privadas locais na ornamentação da Praça São José

O Grupo de Amigos Unidos por um Fernão Velho Melhor realizará no dia 28/11, a 1º Gincana Natalina do bairro. O objetivo desta ação é incentivar e engajar alunos de escolas públicas e privadas locais, na ornamentação da Praça São José, que fica localizada na entrada do 2º bairro mais antigo da capital alagoana. As escolas envolvidas na competição são: Escola Estadual Padre Cabral, Escola Municipal Erminio Cardoso e as Escolas Particulares Maria de Lourdes e Nalcir de Alfredo Nances – antiga Escola da Monica.

Fernão Velho tem 160 anos de história, tradição e fundação, e é o segundo bairro mais antigo da capital alagoana, Maceió. Seu desenvolvimento esteve ligado por mais de um século à fábrica têxtil Carmem, a primeira de Alagoas, fundada em 7 de Março de 1857 por José Antonio de Mendonça, Barão de Jaraguá, passando para um comendador e outros industriais ao longo da história, até chegar à família de Othon Bezerra de Melo em 1946, que se desinteressou pelo setor têxtil e passou a atuar no ramo do setor hoteleiro, fechando assim um marco na história de Alagoas, que foi a primeira fábrica de tecidos do estado em 1996.

Além de toda trajetória contada no parágrafo acima, o bairro se destaca em seus antigos carnavais, a exemplo do bloco do Ferrugem, que por muitas décadas saía pelas ruas de Fernão Velho e arrastava multidões, o bloco do boi que há muitos anos já é uma tradição e expectativa a espera de seu acontecimento no Dia de Reis, além das festividades juninas, que infelizmente, da mesma forma que o Ferrugem, tudo acabou virando lendas e lembranças.

Voltando ao evento citado, a gincana é só a primeira etapa de muitas comemorações ao longo deste término de ano, pois em sua segunda edição nos dias 24, 25,31/12 e 01/01, o Grupo de Amigos Unidos por Um Fernão Velho Melhor estará realizando as festividades natalinas e de fim de ano, que serão todas gratuitas e terão o acesso livre para quem quiser participar e até contribuir na ampliação da ação. Para Cristina Rocha, coordenadora do evento, as atividades são mais do que necessárias, uma vez que o bairro se encontra muito carente de ações. “Todos os esforços e dificuldades se tornam pequenos, ao ver a comunidade engajada na montagem desta ação. Não há nada melhor do que ver nossa comunidade interessada em contribuir e fazer com que tudo ocorra bem”, frisou Cristina.

Mauricio Mauro, um dos organizadores e voluntário da ação, frisa que o grupo é independente, não tem fins partidários e nem lucrativos, e acredita que por isso a cada dia cresce, engajando outras pessoas para somar na ação. Além da gincana do dia 28 deste mês, entre os dias 24//12 e 01/01, haverá apresentação de bandas locais, missa campal, bingo beneficente, esquema de fogos na virada do ano e apresentações culturais.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH