Brasil

14 de janeiro de 2021 11:57

Dom Eusébio Scheid, arcebispo emérito do Rio, morre após contrair Covid-19

O religioso já se encontrava com um quadro delicado de saúde, situação que se agravou

↑ Dom Eusébio Scheid estava com 88 anos (Foto: André Teixeira

Morreu, na tarde desta quarta-feira, aos 88 anos, o cardeal Eusébio Oscar Scheid, arcebispo emérito do Rio de Janeiro. O religioso já se encontrava com um quadro delicado de saúde, situação que se agravou depois que, há cerca de uma semana, ele testou positivo para a Covid-19. Segundo o Hospital São Francisco de Jacareí, em São José dos Campos (SP), onde o cardeal estava internado, a causa da morte foi uma insuficiência respiratória aguda em decorrência do coronavírus.

O sepultamento aconteceu ainda nesta quarta, na cripta da Catedral São Dimas, também em São José dos Campos, atendendo a um pedido do próprio cardeal, que foi bispo pela primeira vez na mesma igreja. Por conta da pandemia, não haverá velório.

Dom Eusébio Scheid estava com 88 anos

“O arcebispo emérito do Rio de Janeiro, cardeal Eusébio Oscar Scheid, entregou serenamente sua alma a Deus, no inicio da tarde desta quarta-feira, 13 de janeiro, após longo período de enfermidade, em São José dos Campos (SP), onde residia”, informou a Arquidiocese do Rio.

À frente da Arquidiocese do Rio, de 2001 a 2009, o cardeal teve como uma das marcas uma estratégia pastoral em torno do acolhimento, tema de um dos seus muitos livros.

— Ele era um homem franco e direto, e isso às vezes até assustava um pouco algumas pessoas. Mas, acima de tudo, era um homem muito bom, com um carinho enorme pelos mais pobres e pelos mais humildes. A preocupação principal era, sem dúvida, a acolhida — diz o padre Jorjão, responsável pela Paróquia de Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, e com 29 anos de experiência de sacerdócio no Rio.

Missas e homenagens

Arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta vai celebrar, também nesta quarta-feira, uma missa pela alma do cardeal na Capela São Sebastião, em Inhoaiba, na Zona Oeste do Rio. No próximo sábado, às 9h, a Catedral do Rio será palco de outra missa com os padres e fiéis da Arquidiocese. Já no dia 19 de janeiro, às 18h10, a missa de sétimo dia vai acontecer na Igreja da Candelária.

Fonte: Extra

Comentários

MAIS NO TH