Brasil

10 de janeiro de 2021 13:04

Mulheres ocupam 71% dos cargos de pesquisador científico do Instituto Butantan

Apenas 29% dos pesquisadores contratados são homens

↑ Mulheres representam 71% dos pesquisadores do Instituto Butantan (Foto: Reprodução/ Instituto Butantan)

Um dos maiores centros de pesquisa e produção de imunobiológicos do país, o Instituto Butantan — o mesmo que desenvolveu a vacina CoronaVac, contra o coronavírus, do laboratório privado chinês Sinovac Life Science — tem hoje 71% de seu corpo científico formado por mulheres.

Segundo o Instituto, o fato se deve à predominância feminina nas áreas de estudos de ciências biológicas e saúde – isso sem falar no crescente acesso de mulheres à universidade.

É delas também a maioria das bolsas de estudo nessas áreas, em cursos como nutrição, biologia celular e fisiologia.

Fonte: Marie Claire

Comentários

MAIS NO TH